Igreja açoriana preocupada com 12% da população que vive em privação severa” e com 33% das pessoas que vivem abaixo do limiar da pobreza”

O arquipélago dos Açores precisa de uma  Igreja mais “inculturada, horizontal e inclusiva” que adopte uma “pastoral de missão” centrada no Evangelho, afirma o documento síntese elaborado pela Comissão Diocesana de Coordenação da Caminhada Sinodal, depois de ouvidas as Ouvidorias, os Serviços Diocesanos e várias personalidades dentro e fora da Igreja.  integra leigos, presbíteros e religiosos. “O roteiro que os conselheiros irão discutir assentará  em cinco grandes temas: uma Igreja que seja evangelizadora, centrada em Jesus Cristo; uma Igreja missionária, uma  Igreja em diálogo com o mundo, comunitária e participativa e uma Igreja integradora dando sempre preferência aos mais pobres, sobretudo neste tempo de pandemia” refere o coordenador desta Caminhada Sinodal que a diocese iniciou em Outubro último.

124678910Last
Todas as capas
Edição de 30 de Maio de 2020
Almanaque 2020

Editorial

Maria Corisca

Maria Corisca

  • 24 maio 2020
  • Autor: CA
  • 17 maio 2020
  • Autor: CA
  • 10 maio 2020
  • Autor: CA

Opinião

  • 30 maio 2020
  • Autor: CA

A talho de foice