Povoação amortizou em 2018 a sua dívida a terceiros em mais de 1 milhão de euros

A Assembleia Municipal da Povoação aprovou, por maioria, o Relatório de Contas do ano de 2018. A execução da receita foi cumprida em 88,33% enquanto a despesa atingiu uma percentagem de 85,94%.
Segundo nota da autarquia, é de realçar que a receita corrente atingiu a percentagem de 100,4%, muito contribuindo para este valor a receita proveniente do Imposto Municipal sobre Transmissões Onerosas de Imóveis e até mesmo a Derrama, o que só demonstra que a economia do concelho dá sinais de vitalidade.
No ano de 2018, foi amortizada dívida total a terceiros num valor superior 1.053.000,00 euros, quando comparado com o saldo final de 2017.  Por força da liquidação das empresas municipais, obrigando a integrar os activos e passivos das mesmas, a dívida da autarquia foi aumentada em 2.450.000,00 euros. Deste valor, o pagamento de 2.105.236,88 euros está garantido através do contrato ARAAL de colaboração para habitação social celebrado em 2012.
Relativamente ao activo, verifica-se um aumento do mesmo a favor da autarquia na ordem dos 5.000.000,00 euros.
O Resultado Líquido do Exercício atingiu um valor positivo superior a 750 mil euros.
Ao apresentar os documentos de prestação de contas de 2018, o Presidente da Câmara, Pedro Melo, fez uma análise comparativa, entre a herança recebida dos executivos do Partido Social Democrata e a actual situação financeira e económica do Município, afirmando que fruto da gestão rigorosa imprimida desde 2010, estão criadas as condições para se realizarem investimentos considerados prioritários para o concelho, a exemplo do que já foi feito no ano de 2018.
Fruto da autonomia que o Executivo camarário do Partido Socialista saído das eleições de 2009, liderado por Pedro Melo, conseguiu ao rejeitar o Plano de Reequilíbrio Financeiro que o executivo do Partido Social Democrata queria impor aos povoacenses, durante o ano de 2018, esteve em evidencia o apoio social prestado pela autarquia, tendo sido apoiadas muitas famílias, idosos, instituições e estudantes do concelho, no valor de cerca 1.250.000,00 euros. De destacar que deste bolo, cerca de 650 mil euros foram direccionados para Programas Ocupacionais e 38 mil euros para bolsas de estudo. 


 

Print
Autor: CA

Categorias: Regional

Tags:

Theme picker

Revista Pub açorianissima