Estádio de São Miguel adequa-se às exigências da 1.ª Liga

Mais 4 mil cadeiras substituídas

As exigências da Liga de Clubes para os jogos da 1.ª Liga de futebol obrigam a adequar as instalações ao que está regulamentado e que foi assinalado depois da inspecção realizada há um ano.
Já está em marcha a substituição das cadeiras da bancada nascente, a chamada bancada Açores. São 4 mil novas cadeiras que estão a ser colocadas, iguais às que foram montadas na bancada poente (lado da tribuna) antes do campeonato de 2018/2019.
Fica a faltar a substituição das cadeiras que estão situadas por detrás da baliza Norte e onde se posicionam os adeptos dos clubes visitantes. É a zona do campo com mais cadeiras (4 700). 
As anteriores cadeiras, colocadas há 18 anos, estavam muito degradadas. A simples força do vento era suficiente para levantá-las e muitas partiram-se. Os elementos ligados ao Parque Desportivo de São Miguel tiveram de retirar muitas cadeiras porque as inspecções realizadas antes dos jogos da 1.ª Liga não permitiram que fossem utilizadas por questões de segurança. O mau estado de muitas cadeiras já havia obrigado à substituição de mais de 100.
Melhoramento concluído é o do sistema de rega do relvado. Foram colocados mais expressores dentro do campo, mas mais pequenos e de menor alcance. Assim, a água fica melhor dividida e não chega ao relvado com tanto peso. A relva fica menos pesada. 
Também com os expressores mais pequenos a direcção da água não sofre tanta influência com o vento, como acontece se os expressores for de longo alcance.  São oito expressores novos que permitem uma rega muito mais simples, rápida e fácil, em que o próprio jardineiro, através da aplicação do telemóvel, pode accionar a respectiva rega com grande eficácia.
Melhorada está a plataforma fora de campo e já estão instaladas as câmaras de vídeo vigilância nos balneários, uma exigência da Liga.
O Serviço de Desporto de São Miguel está empenhado em rebaixar o piso dos bancos dos suplentes. Os utentes ficam mais ao nível do relvado e melhorará a visibilidade das zonas do campo que ficam encobertas para quem está sentado na bancada central.
A iluminação teve acertos necessários e o parque de estacionamento em frente aos balneários vão ter de seguir as obrigações e os requisitos da Liga no que diz respeito à reserva dos lugares para os dirigentes e para os árbitros. 
Sobre a cabina da comunicação social construída no lado nascente e que ficou concluída a três ou a quatro jogos antes do final do campeonato, apuramos que a responsabilidade de colocar jornalistas da área da rádio ou da imprensa é da SAD do Santa Clara. 

CAMPO DE BASQUETEBOL AO AR LIVRE

Há cerca de um mês entraram em funcionamento nos terrenos adjacentes ao estádio um campo de basquetebol e um campo de ténis/voleibol de praia e ainda foram montados aparelhos para exercícios físicos. Acabou por ser o preenchimento de uma lacuna devido às muitas crianças e jovens que frequentam o espaço.  A taxa de ocupação veio comprovar a necessidade daquelas estruturas, porque não havia um campo de basquetebol ao ar livre na ilha, tal como campos de ténis/voleibol de praia durante todo o ano.
As instalações não estão sujeitas a qualquer pedido. Estão livres para que a comunidade as possa usufruir a qualquer hora do dia. São mais-valias para as crianças e jovens que não tinham espaço para praticar desporto durante a semana. Antes foi instalado nos terrenos circundantes um campo relvado de futebol de 7 ou de 9. A utilização tem superado as expectativas. Quem passar por lá por volta das 16h00, em todos os dias da semana, vê a quantidade de jovens a praticarem a modalidade. Todas aquelas construções nascem de um conjunto de sinergias dos diversos organismos governamentais. Foi assim que se conseguiram as instalações de recreio e desporto com baixo custo, possibilitando de mais um espaço de prática desportiva saudável. 
A afluência tem sido tanta que espanta os responsáveis pelo Parque Desportivo de São Miguel e pelo Serviço de Desporto da ilha.
 

Print
Autor: CA

Categorias: Desporto

Tags:

x
Revista Pub açorianissima