Corte e costura fomenta a criatividade e evita o desperdício na Ribeira Grande

A sede da Casa do Povo da Ribeira Grande foi mais uma vez o palco da cerimónia de entrega de diplomas às formandas do curso de corte e costura da temporada 2018/2019. 
“O curso, iniciado em Outubro do ano passado, contou com a presença de 14 formandas, algumas já caras conhecidas da Instituição, não fossem elas repetentes, não por não terem tido aproveitamento, mas sim por sentirem necessidade de aprenderem cada vez mais e de desfrutarem do que o curso tem subjacente, uma faceta familiar, de convívio e amizade”, refere uma nota da autarquia.
A ocasião foi motivo de reflexão por parte do Presidente da Instituição, Albano de Melo Garcia, e das formandas que deram os seus testemunhos acerca dos aspectos positivos do curso e salientaram a importância de haver uma Instituição que cria condições para que as pessoas possam ter actividades nas estações que impelem mais ao recolhimento a casa, iniciativas estas que são uma mais-valia, visto que juntam pessoas numa partilha de conhecimentos e de vivências, fomentando assim o espírito criativo e paralelamente incutindo em quem participa o gosto pelo reaproveitamento de peças, evitando assim algum desperdício tão presente nos nossos dias. 
“A Direcção manifestou o seu regozijo ao constatar a satisfação das formandas e dos seus apelos à continuação da actividade, e informou às presentes que estão a ser delineados novos cursos para a nova temporada, alguns com cariz tradicional para que não se perca a herança dos nossos antepassados”, lê-se na mesma nota.

Print
Autor: CA

Categorias: Regional

Tags:

Theme picker

Revista Pub açorianissima