Perigos iminentes no acesso à praia do Lombo Gordo no Nordeste

 A praia do Lombo Gordo, no Nordeste, está a encher ao fim-de-semana, principalmente ao domingo, apesar das precárias condições do acesso, com covas e gravilha que criam condições extremas de insegurança.
No último domingo à tarde, os dois parques de estacionamento de apoio à praia, para algumas dezenas de viaturas, estavam repletos e, no regresso, ainda estavam a descer viaturas para passarem o fim da tarde na areia junto ao mar.
Cerca de 70% dos frequentadores da praia são turistas nórdicos e há também nordestenses e outros residentes na ilha de São Miguel.
A Câmara Municipal do Nordeste, com os poucos meios que tem, está a proceder a pequenos arranjos. Mas, na verdade, começou tarde e não tem homens suficientes para estar em mais do que uma frente de trabalho por administração directa. Começou por fazer pequenos arranjos nas escadas, agora está a encher um espaço que a ribeira levou nos últimos temporais e só depois deverá proceder ao arranjo dos buracos.
Já estamos a meio do Verão e o acesso à praia do Lombo Gordo, apesar dos arranjos camarários, “continua uma lástima”.
Ainda recentemente, por altura das comemorações do feriado municipal, o Presidente da Câmara Municipal do Nordeste, António Miguel Soares, voltou a tocar numa situação que é inadmissível. O Governo dos Açores reduziu o número de trabalhadores ocupados que deu ao concelho social-democrata de Nordeste quando, em algumas freguesias (por acaso socialistas) de outros concelhos dos Açores, os trabalhadores ocupados são tantos que é fácil encontrá-los sentados meio escondidos, sem fazer nada.
Com os trabalhadores ocupados que tinha em anos anteriores, a Câmara Municipal de Nordeste possuía condições para manter o concelho mais limpo e alguns dos trabalhadores, (pedreiros e carpinteiros) poderiam estar em frentes de trabalho como o acesso ao Lombo Gordo. Com o número de trabalhadores reduzido, a Câmara não chega a tudo o que pretendia.
Isto embora se entenda que a solução para os acessos à praia do Lombo Gordo (o acesso directo e o acesso pela Fajã do Araújo) merecem uma intervenção governamental concertada com a Câmara Municipal de Nordeste se houver interesse em embelezar ainda mais todo aquele espaço, dando condições de segurança aos turistas que, em São Miguel, preferem aquela praia. São estes interesses que deviam mobilizar o poder político regional e local e não outros.
Com o acesso de centenas de turistas à praia do Lombo Gordo, nas actuais condições de insegurança, São Miguel e os Açores correm o risco de acontecer naquela zona um incidente grave que pode macular a imagem da Região como destino turístico. Já vimos carros derrapar na gravilha e nas covas.
Assistimos também a situações periclitantes das viaturas que se cruzam ao longo do acesso à praia que, em algumas zonas é impossível, o que obriga a que se procure os melhores espaços, sempre em condições potenciadoras de insegurança.
Os responsáveis pelos departamentos governantes competentes deviam estar extremamente preocupados com o que se está a passar no acesso à praia do Lombo Gordo e encontrar soluções rápidas antes que seja tarde demais.
Vamos entrar, agora, no mês de Agosto e, sinceramente, não queremos ter razão.

Print
Autor: João Paz

Categorias: Regional

Tags:

Theme picker

Revista Pub açorianissima