Criado na Ferraria estacionamento para 100 viaturas e um trilho interpretativo de 4,9 quilómetros

 A Secretária Regional da Energia, Ambiente e Turismo anunciou ontem que a via de acesso à fajã da Ferraria, em S. Miguel, já se encontra reaberta à circulação automóvel, destacando ainda a requalificação e o aumento da capacidade do parque de estacionamento.
 Marta Guerreiro lembrou que a interdição surgiu na sequência de “diversas derrocadas que ocorreram no final no mês de Abril nos taludes sobranceiros à via de acesso”, pelo que a Direcção Regional do Ambiente efectuou obras de consolidação da encosta com o objectivo de garantir a segurança de pessoas e bens.
   “Neste momento, temos já concluído o parque de estacionamento, que passou de 47 para 100 lugares, incluindo três para cidadãos com deficiência, com pavimento em gralhas de betão e a diferenciação da entrada e da saída do estacionamento, permitindo uma gestão melhorada na circulação de veículos e pessoas”, afirmou.
  Marta Guerreiro falava na inauguração do percurso pedestre do Pico das Camarinhas e Ponta da Ferraria, um trilho interpretativo com uma extensão de 4,9 quilómetros, promovido pela Direcção Regional do Ambiente, em parceria com o Geoparque Açores.
 “Foi concebido como um trilho pedestre interpretativo do património geológico e cultural desta área protegida, contemplando 16 postes interpretativos, com informação complementar acedida através de dispositivos móveis, por via da leitura de códigos QR, o que constitui uma importante oferta para os visitantes da área protegida”, frisou.
 Actualmente, os Açores possuem 83 trilhos pedestres homologados nas nove ilhas ao longo de 621,8 quilómetros, bem como cinco grandes rotas, com uma extensão total de 243 quilómetros, nas ilhas de Santa Maria, Graciosa, São Jorge, Faial e Flores, num total de 717,3 quilómetros reais.
 Só na ilha de São Miguel existem 30 trilhos, ao longo de 192 quilómetros.

Print
Autor: CA

Categorias: Regional

Tags:

x
Revista Pub açorianissima