SAD do Santa Clara equaciona

Inscrição na UEFA visando a Liga Europa

A SAD do Santa Clara quer precaver-se de uma situação que impediu o Desportivo das Aves e o Moreirense de participarem na Liga Europa em função dos desempenhos que obtiveram nas provas que competiram.
O Desportivo das Aves não esteve na prova europeia da época passada porque não se inscreveu. A qualificação directa para a fase de grupos deveu-se à conquista da Taça de Portugal de 2017/2018. A falha impediu a SAD do clube de arrecadar cerca de 4,4 milhões de euros. 
Pelo 5.º lugar obtido no campeonato da 1.ª Liga da época passada, o Moreirense ficou qualificado para a terceira pré eliminatória da Liga Europa. Como não se inscreveu, deixou de arrecadar alguns milhares de euros.
Estes exemplos não querem os responsáveis pelo futebol profissional do Santa Clara passarem. Por isso, antes prevenir...
O processo de licenciamento é longo e obedece a muitos requisitos emanados pelo Órgão de Gestão do Licenciamento (OGL) da Federação Portuguesa de Futebol. Além dos critérios desportivos, há os relativos a infra-estruturas, administrativos e relativos ao pessoal, jurídicos e financeiros mínimos a serem cumpridos.
Até 20 de Dezembro a sociedade desportiva “encarnada” deve apresentar a candidatura à obtenção da Licença UEFA e liquidar a taxa administrativa (2 500 euros), a requerer e obter a licença para participação nas competições de clubes da UEFA. 
Até 1 de Março os candidatos à licença devem apresentar os formulários devidamente preenchidos.
Entre os vários critérios, uns mais acessíveis do que outros, assumem especial  relevância a situação financeira das sociedades desportivas e os estádios. 
O estádio onde a equipa jogue, deve satisfazer todas as exigências mínimas definidas no UEFA Stadium Infrastruture Regulations e ser classificado, no mínimo, como estádio de categoria 2 da UEFA.
No caso de estádios que cumpram apenas os critérios de categoria 2, deve o candidato à licença apresentar um estádio alternativo de categoria superior, tendo em vista a sua prossecução nas competições da UEFA ou um plano de melhoramentos e/ou alterações.
Para esta época, a Liga Portugal classificou o estádio de São Miguel com a categoria 3.
A entrada de um clube na fase de grupos da Liga da Europa permite o encaixe de 2,9 milhões de euros, de 570 mil euros por vitória e de 190 mil euros por empate. Estes os valores para esta época. A UEFA actualiza os valores dos prémios época a época.
Benfica, FC Porto, Sporting, Sporting de Braga, Vitória de Guimarães, Marítimo da Madeira e Rio Ave (cujo estádio é também catalogado com a categoria 3 pela Liga Portugal) são os clubes portugueses licenciados para as competições da UEFA de 2019/2020.

SEGUNDA MULTA

A SAD do Santa Clara foi multada pela segunda vez por a equipa ter chegado atrasada ao campo para os inícios das segundas partes.
Depois dos 6 minutos no jogo da Allianz Cup com o Belenenses SAD, realizado a 2 de Agosto, no Jamor, agora foram 2 minutos e meio de atraso na partida de Domingo, da 1.ª Liga, com o Paços de Ferreira. 
Como cada multa custou 164 euros, já vão em 328 euros de multas, sem contar com as aplicadas aos jogadores por causa de serem admoestados com cartões amarelos.
Em ambas as vezes, o Santa Clara foi repreendido.  


 

Print
Autor: CA

Categorias: Desporto

Tags:

Theme picker

Revista Pub açorianissima