Candidato do PSD-A à República no Comando da Zona Marítima dos Açores

Paulo Moniz defende conhecimento aprofundado dos recursos e reforço na vigilância e patrulhamento da ZEE

O cabeça de lista do PSD/Açores às eleições legislativas nacionais defendeu ontem a existência de mais meios navais para a vigilância e o patrulhamento da zona económica exclusiva dos Açores, referindo que “um só navio para fazer toda essa cobertura é manifestamente insuficiente”.
Paulo Moniz, citado em nota à imprensa,  referiu-se também às questões “da prospeção e do conhecimento do fundo do nosso mar. Pois, como sabemos, as campanhas que são feitas pelos navios da Marinha são também realizadas por navios de outros países que, provavelmente, têm nesta altura informação muito superior à que nós detemos”, alertou.
O candidato falava após reunir com os responsáveis pelo Comando da Zona Marítima dos Açores, em Ponta Delgada, onde lembrou que “há 20 anos havia dois navios, e agora, com apenas um navio, por vezes reforçado, a cobertura não é suficiente”, avançou.
Paulo Moniz frisou igualmente que aumentar esses meios navais “é também essencial para o serviço de busca e salvamento, uma missão que é central da presença da Marinha entre nós”, afirmou.
Para o cabeça de lista do PSD/Açores “é necessário aprofundar a prospecção, em detalhe, das riquezas do nosso mar”, disse, garantindo que os deputados do PSD/Açores terão esse “como um foco permanente de atenção, por se tratar de uma das nossas maiores riquezas, que tudo farão para defender e preservar”, concluiu.

Print
Autor: CA

Categorias: Regional

Tags:

Theme picker

Revista Pub açorianissima