18 de setembro de 2019

Governo dos Açores e enfermeiros sem consenso sobre reposição de tempo de serviço

 O Governo dos Açores e o Sindicato dos Enfermeiros Portugueses (SEP) não chegaram a consenso sobre a reposição do tempo de serviço e a transição para a nova grelha remuneratória, agendando nova reunião para Sexta-feira. 
“São assuntos complexos, que implicam efectivamente dinheiro, gastos, e não houve consenso. Há matérias que vão ser estudadas. A reunião está suspensa e não posso adiantar o que está neste momento a ser pensado”, avançou, em declarações aos jornalistas, Francisco Branco, representante do SEP nos Açores.
Em Abril deste ano, o sindicalista saiu mais satisfeito de uma reunião com o anterior Secretário Regional da Saúde, Rui Luís, em que foi deixada a garantia de contabilização integral do tempo de serviço congelado (entre 2004 e 2017), com a atribuição de um ponto e meio por ano para efeitos de progressão na carreira.
Na altura, o então Secretário Regional da Saúde disse que o Executivo açoriano fazia uma leitura diferente do Ministério da Saúde, que entendia que a passagem para a nova carreira, em 2011, 2012 e 2013, deve ser considerada como um impulso remuneratório e por isso só deveria ser atribuída a pontuação a partir desses anos.
 

Print
Autor: CA

Categorias: Regional

Tags:

Theme picker

Revista Pub açorianissima