Videojogo pretende cativar alunos para a aprendizagem da História dos Açores

A Câmara Municipal de Lagoa, juntamente com a Escola Secundária de Lagoa, apresentou, no dia 21, o projecto em formato de videojogo «A Descoberta e Povoamento dos Açores».
Na ocasião, o Secretário Regional da Educação e Cultura considerou que o projecto, “importante” para o sistema educativo regional.
Para Avelino Meneses, que participou na apresentação do projetco, que está a ser desenvolvido na Escola Secundária da Lagoa, esta iniciativa “cruza” os objectivos da reforma curricular do ensino básico em curso na Região com o “incentivo” ao uso da tecnologia.
O projecto cumpre “objectivos determinantes” do sistema educativo regional, acrescentando que “possui” enquadramento na reforma curricular, contribuindo para a “conservação de referências regionais e locais que impelem à fixação e à perpetuação da identidade açoriana”, além de promover as novas tecnologias “enquanto auxiliares de uma melhor aprendizagem”.
Este videojogo, que deverá estar concluído dentro de dois anos, vai dar “um novo fôlego” ao ensino da História, conferindo-lhe “maior utilidade”, porque a “actual era da globalização, iniciada por Portugal há mais de meio milénio, através da utilização sistemática das ilhas, é um tempo de descaracterização”, acrescentou.
Para o Secretário Regional da Educação, num mundo da descaracterização, “o resgate e a preservação” de uma identidade, como a açoriana, constitui “uma mais valia que reverte em superioridade moral e progresso material”.
O projecto agora apresentado conta com o apoio da Secretaria Regional da Educação e Cultura, da Casa do Povo de Água de Pau, do NONAGON - Parque de Ciência e Tecnologia de S. Miguel e da empresa Globaleda. Esta iniciativa assume-se como uma resposta aos desafios colocados às escolas pelo currículo regional, nomeadamente na área da História, Geografia e Cultura dos Açores, recorrendo à estratégia da designada gamificação, com vista a disponibilizar aos alunos um modo de aprendizagem apelativa numa conjugação de formas de ensino formal e não formal. 
Na altura também Cristina Calisto, revelou que “este projecto se assume como uma resposta aos desafios que são colocados actualmente às escolas açorianas, no âmbito do currículo regional, na área da geografia, história e cultura dos Açores. A criação deste videojogo obedece a um parâmetro conseguido no âmbito da educação e cultura da nossa comunidade, em consonância com a orientação curricular da comissão científica e pedagógica”. 
O projecto de videojogo desenvolve-se por fases e tem um carácter intuitivo, que pretende ser cativante para os alunos. Segundo a autarca, “vivemos numa época em que cada vez mais se colocam novas exigências ao ensino, as quais temos que saber acompanhar, conjugando o ensino tradicional com metodologias ligadas às novas tecnologias”.
“A educação sempre foi e sempre será um factor primordial para gerarmos evolução, progresso e modernização de uma comunidade”, concluiu.
Foi, seguidamente, assinado o protocolo entre as entidades parceiras e promotores do projecto.

Print
Autor: CA

Categorias: Regional

Tags:

Theme picker

Revista Pub açorianissima