Educação Empreendedora 2020 chega a 41 escolas e 1650 alunos

O programa ‘Educação Empreendedora: o Caminho do Sucesso!’ vai envolver este ano cerca de 1.650 jovens e terá lugar em todas as ilhas dos Açores.
Lúcio Rodrigues falava na apresentação da nova edição deste programa, que vai decorrer em 41 escolas do arquipélago e contará também com a participação de 70 professores.
O Director Regional destacou que, ao longo da existência deste programa, “já participaram mais de 20 mil jovens na Região”, um número possível graças ao “elevado empenhamento e participação dos conselhos executivos das escolas e dos professores, que abraçaram novamente este ano o projecto, com muito entusiasmo”.
O programa ‘Educação Empreendedora: o Caminho do Sucesso!’ desenvolve-se em duas fases, consistindo a primeira em formação nas escolas e na formulação de projectos por parte dos alunos, que, numa segunda fase, apresentam as suas ideias no Concurso Regional IdeiAçores.
O programa destina-se a alunos do 1.º Ciclo ao ensino secundário e profissional.
Lúcio Rodrigues salientou que os Açores “dão cartas” na área da Educação Empreendedora, tendo mesmo “liderado um projeto internacional, que envolveu vários países da União Europeia”.
Uma das novidades anunciadas é que a fase regional do Concurso IdeiAçores introduzirá “uma vertente muito prática”, com os jovens a ter a “oportunidade de ir ao terreno, de visitar e participar em processos com as empresas, com as cooperativas”, adiantou.
Outra inovação, segundo Lúcio Rodrigues, é o lançamento da ideia de que os projectos deverão estar “centrados nos materiais endógenos dos Açores”, mas também “despertar nos jovens a vontade de se envolverem no empreendedorismo social e na área da inclusão”.
Na ocasião, a jovem Paula Rego apresentou a Queijaria Furnense, uma empresa originada no programa ‘Educação Empreendedora’ e um projeto criado numa situação dificuldade, em lógica familiar, em que uma exploração agrícola apostou na transformação do seu produto, criando os queijos furnenses.
Lúcio Rodrigues destacou este bom exemplo, que “exporta e vende toda a sua produção”, mas considerou que o “empreendedorismo não tem que acabar numa ideia de negócio, temos de ser empreendedores para a vida”.
“Naturalmente que a ideia é lançar sementes para o futuro. Depois da escolaridade obrigatória há outros apoios governamentais no sentido de criar empresas, mas temos que qualificar os nossos jovens numa lógica de empreendedorismo para a vida”, frisou o Director Regional.

Print
Autor: CA

Categorias: Regional

Tags:

Theme picker

Revista Pub açorianissima