10 de outubro de 2019

Vamos falar de Coaching? (5)

Vamos deixar isso para amanhã?

Quantas vezes pensou assim?
Deixar para amanhã o que se pode fazer hoje! Esta é uma frase emblemática, mas que traduz exatamente o que é a procrastinação. 
Nada na vida tem um caracter permanente. O que existe, sim, é a impermanência. Dizem, ironicamente, que a única coisa permanente que existe é a própria mudança, precisamente porque ela está sempre a mudar.
No entanto, queremos a permanência nas nossas relações, nos nossos estados de alma, no nosso emprego, em tudo. Até mesmo na nossa felicidade. Mas isto não é possível! Isto contraria a própria dinâmica da vida. Por exemplo, nós mantemo-nos estáveis sob o ponto de vista fisiológico na base de sucessivos desequilíbrios que se vão dando ao longo do dia. 
O termo “homeostasia” vem da área da biologia e este fenómeno foi descrito pela primeira vez pelo fisiologista francês Claude Bernard (1813-1878). A homeostasia é, no fundo, a procura do organismo em procurar o seu equilíbrio. Ora, quem como nós estudou a metodologia do treino desportivo, facilmente compreende que a evolução do organismo humano dá-se através de um processo cíclico e não linear. Eu costumo dizer que as leis do treino são as leis da vida, porque tudo muda e nada é permanente. Quem é desportista, ou simplesmente quem faz a sua atividade física no final de semana, sente no seu corpo os efeitos dessa mudança.
Quanta insatisfação mental poderia ser evitada se percebêssemos que a vida tem uma estrutura cíclica e não linear? Até mesmo no mesmo dia, os nossos estados mentais mudam, pelo que podemos falar, também, numa homeostasia psicológica. Neste caso, ela consiste no equilíbrio entre as necessidades do indivíduo e o suprimento dessas mesmas necessidades. A instabilidade interior resulta do facto destas necessidades não serem supridas, sendo solucionada com alterações nos comportamentos no sentido da satisfação das mesmas.
Ora, ficar parado é cristalizar no tempo e navegar no mar da nossa insatisfação. Procrastinar é não evoluir, é não abrir-se para o novo de amanhã. É ficar agarrado àquilo que somos, resignados com o nosso estado atual.
Tenha a ousadia de iniciar um novo ciclo na sua vida.
O que o impede de ter outras atitudes?
Dê um primeiro passo (por mais pequeno que seja) em direção às suas metas e objetivos de vida. Tenha a ousadia de fazer diferente. Acredite em si.

Fernando Melo  
 

Print
Autor: CA

Categorias: Opinião

Tags:

Theme picker

Revista Pub açorianissima