Povoação, Vila Franca do Campo e Ponta Delgada promovem actividades para sensibilizar para a importância da igualdade de género

“Dois dedos de conversa sobre a igualdade” foi o tema que juntou um grupo de trabalhadores da Câmara Municipal da Povoação, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, para conversar sobre os vários preconceitos e estereótipos instituídos na sociedade, especialmente no que toca à igualdade do género e de oportunidades. A iniciativa partiu da Rede de Apoio Integrado à Mulher em Risco de São Miguel, no âmbito do III Plano Regional de Prevenção e Combate à Violência Doméstica e de Género, através da Direcção Regional da Solidariedade Social. 
Inserida nas comemorações do Dia Municipal para a Igualdade, o tema abordado serviu para sensibilizar os referidos trabalhadores da autarquia povoacense para as questões da igualdade do género. Num diálogo aberto, foram abordados vários preconceitos instituídos na sociedade e a dificuldade de desenraizar os diferentes estereótipos sobre determinadas questões ligadas ao género e à igualdade de oportunidades. 
Também na Povoação, a Comissão de Protecção de Crianças e Jovens da Povoação (CPCJP) assinalou a efeméride com uma caminhada pela freguesia do Faial da Terra, onde foi entregue um panfleto, sobre data à comunidade. Para esta iniciativa, a CPCJP contou com as crianças da Escola Básica 1/Jardim de Infância do Faial da Terra, que se vestiram de azul para marcar a diferença.
Também na escola foi exposta uma mostra de trabalhos das crianças do pré-escolar que pintaram um desenho alusivo ao tema em questão. Do mesmo modo, os alunos do 1º ciclo pintaram a sua mão e escreveram uma palavra alusiva à “igualdade”, trabalhos que estão expostos no hall de entrada do mesmo estabelecimento de ensino.
Para a realização deste evento, que todos os anos acontece numa localidade diferente, a Comissão de Protecção de Crianças e Jovens da Povoação (CPCJP) contou com a parceira de algumas entidades do concelho, nomeadamente a Câmara Municipal da Povoação; a Santa Casa da Misericórdia e Escola Básica 1/Jardim de Infância do Faial da Terra.
Também a Câmara Municipal de Vila Franca do Campo, assinalou as comemorações do Dia Municipal para a Igualdade. A vereadora com o pelouro da Igualdade de Género, Nélia Alves-Guimarães, visitou alguns serviços da Edilidade e os estabelecimentos de ensino do Concelho, onde falou sobre a importância da data comemorada.
Na ocasião, a vereadora distribuiu laços vermelhos por colaboradores, docentes e alunos, que se apresentaram também com uma peça de vestuário branca, num gesto solidário e simbólico, afirmando um posicionamento positivo do Município, em prol da tomada pelos poderes públicos de medidas estruturadas em áreas como a da integração da perspectiva da igualdade de género; da promoção da igualdade entre mulheres e homens nas políticas públicas; da independência económica, mercado de trabalho e organização da vida profissional, familiar e pessoal e da consolidação da intervenção no domínio da violência doméstica.
Em Ponta Delgada, foram cerca de duas centenas as crianças das 34 escolas do 1º ciclo do Ensino Básico de Ponta Delgada receberam tesouras especificamente destinadas a canhotos.
Trata-se de uma  iniciativa autarquia que pretende sensibilizar os mais novos para a igualdade e, ao mesmo tempo, proporcionar condições para que todas as crianças possam realizar as suas tarefas e adquirir as competências necessárias, independentemente das diferenças. 
A vereadora que tutela a Educação, Maria José Lemos Duarte procedeu à entrega simbólica de tesouras próprias para canhotos na Escola Básica e Integrada de São Sebastião  
De referir que cada criança receberá duas tesouras, uma das quais ficará na escola.
Na altura, Maria José Lemos Duarte, citada em nota da Câmara, aproveitou para afirmar que esta iniciativa da Câmara, concretizada pela Divisão de Desenvolvimento Social, tem como grande objectivo levar todas as crianças a possuir as mesmas ferramentas de trabalho, independentemente de serem dextras ou esquerdinas. Uma questão de considerou de extrema importância, sobretudo no que respeita à sensibilização das crianças para o respeito pelas diferenças e pelo direito à igualdade.
A autarquia tinha também programado a realização de uma “Caminhada pela Igualdade”, que teve de ser cancelada dadas as condições climatéricas adversas que se verificaram ontem.
O Dia Municipal para a Igualdade começou a comemorar-se, em Portugal, a 24 de Outubro de 2010. Neste dia, de norte a sul do país são desenvolvidas diversas iniciativas para desmistificar preconceitos culturais e sociais que ainda influenciam muito o modo de ser dos cidadãos.
Segundo a Comissão para a Cidadania e Igualdade do Género, ontem, dia desta comemoração, mais de 300 organizações e mais de 50 mil participantes estiveram a promover o Dia Municipal da Igualdade, com vista a colocar no foco das atenções a temática da Igualdade enquanto promotora de Desenvolvimento e Cidadania. 
                        

N.C.

Print
Autor: CA

Categorias: Regional

Tags:

Theme picker

Revista Pub açorianissima