PS/Açores abre-se a independentes com o movimento ‘Açores Primeiro’

O presidente do PS/Açores, Vasco Cordeiro, afirmou este fim-de-semana, durante o Secretariado Regional do PS, que os socialistas açorianos “estão a preparar, em termos de propostas concretas, aquilo que tem a ver com o desenvolvimento da nossa Região, com o bem-estar das famílias e das pessoas e com a competitividade das empresas, mas, estamos também a preparar aquele que será o desafio do próximo ano, as Eleições Legislativas Regionais”, afirmou este sábado o Presidente do PS/Açores.
 “Os próximos desafios passam, naturalmente, pelas eleições do próximo ano, mas, também, por aspectos relacionados com o próximo Plano e Orçamento da Região”, afirmou Vasco Cordeiro, fazendo referência ao reforço do investimento público e ao reforço das transferências para o Serviço Regional de Saúde, como compromissos a que o Plano de Investimentos de 2020 dá resposta, além da “contabilização do tempo de serviço dos Professores e dos meios financeiros necessários para o fazer”.
Ao nível de outras áreas estratégicas para a Região, o Presidente do PS/A lembrou ainda o emprego, o turismo, a saúde e a educação, “como essenciais” e nas quais o Partido Socialista “está empenhado em dar resposta às necessidades e desafios, do dia-a-dia, das famílias e empresas”.
Nesse âmbito, Vasco Cordeiro recordou a importância de, perante “desafios inesperados” como a passagem do furacão ‘Lorenzo’ “e o esforço financeiro que significa, repor as condições de operação, sobretudo ao nível das infra-estruturas portuárias”, contar com a solidariedade, sem reservas, da parte do Governo da República, “que no sentido de ajudar os Açores e os Açorianos a reporem a normalidade assumiu 85% dos custos com essas reparações”, cujos dados concretos foram conhecidos já esta semana com a  Resolução do Conselho de Ministros.
Quanto ao desafio do próximo ano, as Eleições Legislativas Regionais, Vasco Cordeiro apresentou a iniciativa ‘Açores Primeiro’, já referenciado por ocasião do XVII Congresso do PS/Açores, como um amplo movimento de participação cívica que vai muito além das fronteiras partidárias, sejam elas do PS ou de qualquer outro partido.
“Estou a falar da iniciativa ‘Açores Primeiro’, que constitui um bom momento de chamar todos a esta participação independentemente das opções ideológicas, colocando e congregando todas as boas vontades para colocar os Açores em Primeiro”, sublinhou o Presidente do PS/Açores.

 ‘Açores Primeiro’ vai muito
além das fronteiras partidárias
 
o secretário coordenador do PS/Açores da ilha Terceira, Sério Ávila, afirmou este fim-de-semana que ‘O movimento ‘Açores Primeiro’, do Partido Socialista, é um movimento de participação cívica que “vai muito além das fronteiras partidárias, visando envolver todos os Açorianos na definição dos desafios de futuro da Região, na identificação dos problemas e na descoberta de soluções”, sublinhou este sábado.
Sérgio Ávila, que falava durante a Comissão Regional do PS/Açores, que decorreu em Angra do Heroísmo, destacou desta forma “a confiança e tranquilidade” com que o partido encara os desafios do próximo ano: “desafios a favor do desenvolvimento dos Açores, a favor de reforçar o rendimento disponível das famílias, reforçar a competitividade das nossas empresas, reforçar também o emprego e a sua qualidade e estabilidade, envolvendo cada vez mais Açorianos nesse processo de desenvolvimento”.
Já ao nível da Comissão Eventual para a Reforma da Autonomia o socialista lembrou que a mesma pretende ser um processo “o mais consensual possível, com a participação de todos os partidos, havendo neste momento “um esforço para se criarem as soluções mais consensuais”.
Identificadas as propostas de base do Partido Socialista, Sérgio Ávila sublinhou que importa agora, que com esse trabalho conjunto desenvolvido no âmbito da comissão, “conciliar aquilo que são as propostas do PS com a integração de contributos de outros partidos para que se gere a solução mais consensual possível, mas também compreendemos que, neste momento, alguns dos partidos não tenham condições ao seu nível interno para dar esse contributo”, sublinhou.

Reforma da Autonomia
Pronta até Março

O PS/Açores espera mesmo ter até Março de 2020 uma proposta consensual de reforma da Autonomia, adiantou este sábado o coordenador do partido na ilha Terceira, Sérgio Ávila, à margem de uma reunião da Comissão Regional.  “Não depende só do Partido Socialista, mas foi definido aqui um prazo da parte do Partido Socialista até março do próximo ano para termos um trabalho concreto sobre essa matéria e até esse período ter o máximo de consenso possível”, disse aos jornalistas Sérgio Ávila.
Em fevereiro de 2017 foi criada no parlamento açoriano a Comissão Eventual para Reforma da Autonomia (CEVERA), presidida pelo deputado socialista Francisco Coelho, que tinha um prazo de um ano para apresentar um relatório em plenário.
O prazo foi entretanto prorrogado por mais um ano, em Março de 2018, e novamente prorrogado em Março de 2019 por mais 18 meses.
Segundo Sérgio Ávila, desde 2014 que o presidente do Governo Regional, Vasco Cordeiro, apresenta “com clareza e com síntese as propostas do Partido Socialista” nesta matéria, mas é preciso criar consensos com os restantes partidos.
“Pretende ser um processo o mais consensual possível, pretende a participação de todos os partidos e há claramente um esforço para se criarem as soluções mais consensuais nestas matérias”, frisou.
O dirigente socialista, que é também vice-presidente do executivo açoriano, disse que foi feito igualmente nesta reunião um balanço do desenvolvimento da região, destacando a trajectória de “convergência ao nível do crescimento do rendimento e da riqueza face aos padrões europeus”.
Sérgio Ávila elencou como principais prioridades do Governo Regional para esta legislatura, que termina em 2020, “o reforço do rendimento das famílias, a competitividade das empresas e o emprego e a sua qualidade e estabilidade”.

Print
Autor: CA

Categorias: Regional

Tags:

Theme picker

Revista Pub açorianissima