Poder de compra nas nove ilhas dos Açores é mais baixo no Nordeste e Povoação e mais alto em Ponta Delgada

 A leitura dos resultados do índice do poder de compra para 2017 associa ao território continental um poder de compra superior ao observado nas duas regiões autónomas portuguesas: o valor atingia 100,7 para o Continente e era, respectivamente, de 87,3 e 86,5 para as regiões autónomas dos Açores e da Madeira.
O Indicador per Capita (IpC) do poder de compra pretende traduzir o poder de compra manifestado, em termos per capita, nos diferentes municípios ou regiões, tendo por referência o valor nacional (Portugal = 100).
No caso dos Açores, o Indicador per Capita do poder de compra diverge entre os 19 concelhos do arquipélago, com Ponta Delgada a estar acima da média nacional com 107,75.
Na ilha e São Miguel, o Indicador per Capita do poder de compra era em 2017 de 88,57. E é em Nordeste que este indicador é o mais baixo da ilha (62,47) atrás da Povoação (66,28). No concelho da Lagoa o Indicador per Capita de poder de compra era de 74,24; na Ribeira Grande era de 71,12 e, em Vila Franca do Campo, era de 65,06.
A ilha de Santa Maria apresentava em 2017 um indicador per Capita de poder de compra de 89,70, acima do índice de pode de compra de São Miguel.
A ilha Terceira apresentava em 2017 um Indicador per Capita de poder de compra mais elevado do que a ilha de São Miguel (87,03). Há uma disparidade significativa no Indicador per Capita do poder de compra entre os dois concelhos terceirenses. Enquanto em Angra do Heroísmo, o Indicador era de 94,74; na Praia da Vitória, era de 74,73.
A ilha Graciosa (73,13) tinha em 2017 um indicador per Capita de poder de compra de 73,13; e a ilha de São Jorge tinha um Indicador per Capita de poder de compra de 80,81, com a Calheta com um Indicador de 77,12; e as Velas com um Indicador de 83,12.
A ilha do Pico tinha em 2017 um Indicador per Capita de poder de compra de 80,97. Dos seus três concelhos, as Lajes do Pico estava com um Indicador de 70,03; a Madalena com um Indicador de 80,09; e São Roque do Pico com um Indicador de poder de compra de 81,51.
A ilha do Faial tinha um Indicador de poder de compra em 2017 de 90,66 e a ilha das Flores apresentava um indicador de 82,90, com as Lajes das Flores a apresentar um indicador de 74,78; e Santa Cruz das Flores com um Indicador de poder de compra de 88,44.
                                           

Print
Autor: João Paz

Categorias: Regional

Tags:

Theme picker

Revista Pub açorianissima