16 de novembro de 2019

Formação básica inicial da actividade de ama tem contribuído para aumento de vagas para crianças dos 3 aos 36 meses

Nos Açores tem sido feito um investimento na formação de amas, contribuindo assim para o aumento de vagas nesta resposta social, destinada a crianças entre os 3 e os 36 meses.
Andreia Cardoso falava na abertura de uma formação de amas que está a decorrer na ilha do Pico, que conta com a participação de nove formandas.
A responsável pela pasta da Solidariedade Social adiantou que 17 pessoas concluíram as formações que foram ministradas nas ilhas de São Miguel e Terceira, das quais cinco já estão licenciadas e enquadradas em Instituições Particulares de Solidariedade Social.
“Estas formações já permitiram conceder mais cinco novas licenças na ilha de São Miguel, o que se reflete em mais 20 novas vagas em amas, contribuindo, assim, para a prossecução do preconizado pela Estratégia Regional de Combate à Pobreza e Exclusão Social”, acrescentou Andreia Cardoso.
 O curso de formação básica inicial da atividade de ama versa conteúdos fundamentais, como o enquadramento da atividade, o desenvolvimento infantil, segurança, higiene, saúde e nutrição, primeiros socorros na vertente pediátrica, técnicas pedagógicas e situações de emergência e catástrofes, assim como resolução de conflitos.
A Secretária Regional adiantou ainda que já existem em São Miguel 17 novos pedidos de interessadas em fazer a formação de amas.
 A Região conta actualmente com 42 amas em actividade, distribuídas por cinco instituições, que permitem que esta resposta social chegue a 151 utentes.

Print
Autor: CA

Categorias: Regional

Tags:

Theme picker

Revista Pub açorianissima