Marítimo é campeão açoriano de hóquei em patins

Foi o quarto título açoriano no escalão júnior para o Marítimo, depois de ter conquistado o título dos Açores nas primeiras três época em que começou a praticar a modalidade (2011-2012, 2012-2013 e 2013-2014).
 A superioridade dos jovens hoquistas do Marítimo foi por demais evidente, somando 12 pontos, ao vencer os 4 jogos da competição (8-2 e 8-5 ao Candelária e 12-3 e 5-3 ao Núcleo Sportinguista da Ilha Terceira). Na segunda posição no Campeonato Açoriano de Juniores de hóquei em patins, época 2019-2020, ficou o Candelária com 6 pontos, seguindo-se na última posição o Núcleo Sportinguista da Ilha Terceira, que não somou qualquer ponto (perdeu com o Candelária por 4-8 e 3-4).
Em todos os jogos foi guardado um minuto de silêncio pela morte do antigo atleta e dirigente Hélio Baptista, um nome grande do hóquei em patins de S. Miguel que, recorde, foi homenageado pela Associação de Patinagem de S. Miguel, aquando das comemorações do 60º aniversário daquela instituição, em 2014.
A equipa orientada por Júlio Soares, e que integrou os atletas Alexandre Paiva, David Matos, Henrique Cabral, Pedro Francisco, além de Alexandre Resendes, João Tavares e Daniel Gomes (estes três a trabalhar já com o escalão sénior), vai agora (já no próximo fim-de-semana) representar os Açores na fase final do Campeonato Nacional da categoria, com uma deslocação até ao Luso (zona centro do país), para jogar no sábado com o Santa Cita (partida para Lisboa no próprio dia) e no domingo com o Infante de Sagres (regresso à noite a Ponta Delgada, após o jogo e depois da viagem de carro de volta a Lisboa). Uma autêntica correria em jeito de… contra-relógio.
 

Print
Autor: CA

Categorias: Desporto

Tags:

Theme picker

Revista Pub açorianissima