Candidaturas abertas até 28 de Fevereiro

Agricultores desafiados a aproveitar avisos do PRORURAL+

Os agricultores açorianos foram desafiados para aproveitarem os últimos avisos do PRORURAL+ do atual Quadro Comunitário de Apoio, orientados para a modernização das explorações agrícolas e para projectos de primeira instalação. O desafio foi lançado pelo Secretário Regional da Agricultura e Florestas.
 “Está a decorrer o período de candidaturas a dois avisos do PRORURAL+, para projectos de investimento de modernização das explorações agrícolas e de projectos de primeira instalação de jovens agricultores, com o objectivo de melhorar o desempenho e a eficiência das explorações e continuar o processo de rejuvenescimento do setor com a entrada de mais jovens, algo que é fundamental para assegurar o futuro da agricultura na ilha Terceira”, afirmou  o governante, à margem da visita ao mercado agrícola da Terceira, em Angra do Heroísmo.
A 28 de Novembro foram abertos dois avisos, com uma dotação global de cinco milhões de euros, para projetos de modernização das explorações agrícolas e apoio à primeira instalação de jovens agricultores, decorrendo o prazo para apresentação de candidaturas até 28 de Fevereiro.
João Ponte destacou que, no atual Quadro Comunitário de Apoio, que apresenta uma taxa de execução de 67%, foram aprovados cerca de 260 projetos de modernização de explorações agrícolas na ilha Terceira, num investimento global superior a 32 milhões de euros e entraram para a agricultura 70 jovens, cujos projetos de primeira instalação foram apoiados, o que dá bem nota do dinamismo e da confiança no futuro deste setor. João Ponte recordou ainda que o reforço com verbas regionais do programa POSEI, que foi decidido no último ano, referente às produções agrícolas de 2018, no prémio ao abate, bem como na ajuda à manutenção da vinha, para reduzir as taxas de rateios a valores inferiores a 10%, constitui mais um exemplo de que “o Governo dos Açores está sempre ao lado dos agricultores”.
O governante salientou que o POSEI tem sido um instrumento estratégico essencial para ajudar à coesão territorial e à manutenção da atividade agrícola nas zonas rurais e de estímulo ao desempenho das pequenas explorações agrícolas, permitindo que nos Açores 85% dos produtores de carne de bovino e 43% dos produtores de leite tenham recebido a ajuda sem qualquer redução.

Print
Autor: CA

Categorias: Regional

Tags:

Theme picker

Revista Pub açorianissima