Lagoa, Ponta Delgada, Vila Franca do Campo e Ribeira Grande cantam às Estrelas e a tradição cumpre-se a partir desta Sexta-feira

Este ano, e pelo 12º ano consecutivo, a Câmara Municipal de Lagoa irá organizar o evento Cantar às Estrelas, hoje, dia 31, a partir das 20h00. 
Este evento tradicional tem atraído imensos participantes e público à cidade de Lagoa, oriundos do concelho e não só, numa noite que se pretende festiva, sendo uma homenagem religiosa em honra de Nossa Senhora da Estrela. 
A concentração dos 17 grupos que irão participar, este ano e como habitualmente, está prevista no edifício dos Paços do Concelho, onde cerca de 500 participantes irão de cortejo a cantar às estrelas até à igreja Matriz de Lagoa, na freguesia de Santa Cruz. 
Desde o Largo D. João III, junto aos Paços do Concelho, passando pela rua General Bernardo do Canto; Rua Dr. Filomeno da Câmara; Rua D. Manuel Medeiros Guerreiro; Largo do Teatro; Rua da Praça e Avenida Gaspar Frutuoso até à igreja Matriz de Lagoa, irão desfilar os seguintes grupos: Sociedade Filarmónica Estrela D´Alva; CATL – O Borbas; Escola Básica e Integrada de Água de Pau; Grupo de Cantares Vozes do Monte Santo; Orfeão de Nossa Senhora do Rosário; Grupo Amigos de Santa Cruz; Grupo Som do Vento; Grupo Tradições dos Remédios; Grupo Jovem Pauense; Grupo Animadores do Divino; Grupo de Cantares Tradicionais de Santa Cruz; Grupo Amigos de São Martinho do Cabouco; Escola Básica e Integrada de Lagoa; Associação Filhos da Terra da Ribeira Chã; Sociedade Filarmónica Lira do Rosário; Associação Musical de Lagoa e Grujola.
De referir que, esta tradição, religiosa e cultural, em honra a Nossa Senhora da Estrela, foi recuperada pela Câmara Municipal de Lagoa, em 2009, e, desde então, tem vindo a afirmar-se como um evento incontornável na tradição popular do concelho. Tradição do Cantar às Estrelas reúne cerca de 600 pessoas em Ponta Delgada. 

Ponta  Delgada canta às estrelas 
durante três dias
Em Ponta Delgada, esta é  uma tradição que se repete todos os anos, desde 2003, numa iniciativa da Câmara Municipal de Ponta Delgada. Este ano, o Cantar às Estrelas vai acontecer em três dias distintos (31 de Janeiro, 1 e 3 de Fevereiro) e juntará cerca de 600 pessoas que vão Cantar às Estrelas junto ao edifício dos Paços do Concelho.
Vinte grupos musicais oriundos de várias freguesias do concelho cantarão à Estrelas perante o executivo municipal, evocando, como habitualmente, quadras tradicionais e outras específicas, como de saudação, agradecimento ou até mesmo de desafio.
O Município apoia esta iniciativa há 17 anos com o objectivo de promover o envolvimento das instituições do concelho e reactivar uma tradição única que encerra as festividades de Natal. 
Assim, hoje, actuam, às 14h00, o Grupo de Idosos de São Sebastião e, às 17h00, as crianças dos ATL Municipais.
A partir das 18h00 de 1 de Fevereiro, actuarão os seguintes grupos: Cooperativa de ensino “A Colmeia”, Conservatório Regional de Ponta Delgada, Grupo Cultural e Recreativo Domingos Rebelo, Grupo Coral Vozes ao entardecer da Academia Sénior da Universidade dos Açores, Grupo de Cantares às estrelas dos Ginetes, Grupo Folclórico Ilha Verde, Grupo de Cantares às Estrelas da Escola de Violas da Relva, Grupo de Cantares às estrelas da Covoada, Grupo Folclórico de São Miguel, Grupo de Cantar às estrelas da marcha dos Arrifes, Grupo Folclórico da Fajã de Baixo, Grupo Coral da Fajã de Baixo, Grupo de Cantares às estrelas de Feteiras e Grupo de Cantares às estrelas de São José.
Na segunda-feira, 3 de Fevereiro, por não terem possibilidade de actuar no dia principal, estarão nos Paços do Concelho, às 11h00, alunos do Colégio São Francisco Xavier e, a partir das 14h30, o Colégio do Castanheiro. 

Vila Franca revive hoje a tradição
Em Vila Franca do Campo, a edição deste ano do tradicional “Cantares às Estrelas”, vai ter lugar hoje, a partir das 20h00, no Largo do Município.
O evento, organizado pela Câmara Municipal de Vila Franca do Campo, vai contar com a participação de 12 grupos, com cerca de 450 cantadores no total, provenientes de quatro concelhos da ilha de São Miguel, nomeadamente Vila Franca do Campo, Nordeste, Ponta Delgada e Ribeira Grande.
À semelhança do que tem acontecido nas últimas edições, os grupos participantes vão cantar inicialmente na escadaria do edifício Municipal, que este ano contará com novidades em termos da decoração do espaço.
Após cantarem na escadaria, os grupos irão percorrer e animar várias ruas do Concelho (onde serão recebidos pelos comerciantes locais), em direcção ao Largo Bento de Góis. 
Vão participar os seguintes grupos e instituições: CATL “Os Cordeirinhos” de Vila Franca do Campo”; Coro Infanto-Juvenil de Ponta Garça; Grupo de Cantares da Lombinha da Maia; Coro de Câmara do Conservatório Regional de Ponta Delgada; Universidade Sénior de Ponta Delgada; Grupo de Cantares e Violas de Água D’Alto; Escola Profissional de Vila Franca do Campo; Grupo de Cantares Vozes do Mar do Norte; Grupo de Cantares da E.B.S. de Nordeste; Grupo de Serenatas Vozes da Vila; Grupo de Folclore de Ponta Garça; e o Grupo de Cantares de São Pedro. 
 
Ribeira Grande hoje ao som de 
serenatas  e amanhã  canta às estrelas
Na Ribeira Grande, trinta e nove grupos vão participar na 27.ª edição do Cantar às Estrelas, , evento que se realiza amanhã,  dia 1 de Fevereiro, Sábado, a partir das 19h00, percorrendo toda a rua Direita até à chegada a igreja do Senhor dos Passos (este ano excepcionalmente devido às obras que decorrem na igreja Matriz), passando pelo edifício dos Paços do Concelho.
São cerca de duas mil e quinhentas pessoas de todas as idades que vão cantar ao longo da rua Direita, registando-se uma crescente adesão das pessoas a uma tradição que cativa cada vez mais crianças e jovens, o que permite transmitir os valores do Cantar às Estrelas de geração em geração.
Dos trinta e nove grupos que vão participar nesta edição do Cantar às Estrelas, registo para a presença habitual de grupos oriundos dos concelhos de Ponta Delgada, Lagoa e Vila Franca do Campo, para além dos grupos da Ribeira Grande.
Os grupos que vão participar no desfile do Cantar às Estrelas também vão cantar em casas particulares e no comércio local. Este ano voltam a ser mais de quatro dezenas que vão abrir as suas portas à tradição, entre particulares, cafés e lojas do comércio tradicional.
A Câmara realça a forte presença das freguesias do concelho da Ribeira Grande que se fazem representar no evento com um ou mais grupos, seja através das suas juntas de freguesia, casas do povo, grupos organizados por associações ou ainda grupos de organização autónoma.
Recorde-se que a festa em honra a Nossa Senhora da Estrela é a festa mãe da freguesia de Matriz e encerra o ciclo natalício que se abre a 8 de Dezembro com Nossa Senhora da Conceição. Já no século XVI existem registos de que a Câmara Municipal da Ribeira Grande arcava com as despesas religiosas da igreja quanto a cera, músicos e pregadores.
No fundo, a festa da Estrela, das Estrelas ou de Nossa Senhora da Estrela, é uma festa de uma comunidade com tradição na Ribeira Grande, que junta grupos ou ranchos informais de gente que durante a noite vão de casa em casa de amigos e conhecidos, finalizando com louvores à padroeira na igreja Matriz. Desde 1994, sob proposta do vereador Francisco Xavier Araújo Rodrigues, a autarquia tomou a seu cargo organizar a parte exterior e profana da festa. Este ano celebram-se, portanto, os 27 anos do Cantar às Estrelas na Ribeira Grande.
O programa da edição deste ano do Cantar às Estrelas integra ainda uma noite de serenatas e fado, na igreja do Senhor dos Passos, esta Sexta-feira a partir das 21h00, com actuações da Tuna Académica da Universidade dos Açores e do fadista Miguel Bandeirinha.
 

Print
Autor: CA

Categorias: Regional

Tags:

Theme picker

Revista Pub açorianissima