Na gala do 99º aniversário dos encarnados de Ponta Delgada

Santa Clara apresenta Diogo Salomão e Sagna como “surpresas” da época

O Clube Desportivo Santa Clara assinalou os seus 99 anos de vida com uma gala no Auditório Luís de Camões, em Ponta Delgada, onde apresentou Diogo Salomão como novo reforço do clube para a próxima época e meia. O jogador rescindiu o contrato que tinha no Steaua de Bucareste. Esta foi a surpresa da noite de festa.
Na cerimónia, Diogo Salomão disse que chegar ao clube de Ponta Delgada numa data de aniversário “é um marco importante para a instituição mas também para mim”, lembrando que esse dia marca o seu regresso desportivo a Portugal depois de ter estado 10 anos fora. Foi também motivo para agradecer a todos os que se empenharam nesta volta. 
O jogador manifestou-se “bastante contente por ter oportunidade de voltar ao nosso campeonato no regresso a casa”. 
Diogo Salomão que foi formado no Estrela Amadora, passou pelo Sporting, e entre outros clubes a quem foi emprestado, esteve até agora na Roménia, ingressando agora na equipa encarnada de Ponta Delgada.
Também como novo reforço, que já era conhecido antes da gala, foi apresentado aos sócios e convidados o jogador Pierre Sagna, o qual assumiu estar a viver um bom momento e garantiu sentir um enorme orgulho por estar no clube e fazer parte da família santaclarense. “Sou mais um para ajudar o Santa Clara a atingir os seus objectivos. Graças a Deus vamos conseguir”, garantiu Sagna que assinou com o Clube também por uma temporada e meia.
 Pierre Sagna, lateral direito francês de 29 anos, com passagens no futebol português, nomeadamente em clubes como o GD Chaves, Moreirense FC e Belenenses SAD, é um jogador que se evidencia pela sua inesgotável capacidade física, conforme o apresenta o Santa Clara.
O Presidente da SAD do Santa Clara, depois de tecer várias considerações sobre a vida do clube e dos seus atletas, realçou que o clube micaelense “nos dias que correm é um dos maiores clubes no panorama desportivo nacional”.
Rui Cordeiro defende que o Santa Clara é ”um clube eclético que valoriza a formação dos seus atletas só com um único objectivo: Representar de forma condigna a região Autónoma dos Açores. Essa é uma responsabilidade que nos assenta bem. Essa é uma responsabilidade a que não viramos a cara”.
A representar o Presidente do Executivo açoriano, Marta Guerreiro, Secretária Regional do Turismo, destacou o facto de o Santa Clara ser um clube que faz parte “da identidade da nossa Região, que muito bem tem contribuído para o desenvolvimento desportivo dos Açores nos diversos escalões de formação”, destacando que ao longo da sua história “tem feito um caminho de persistência, com formação de novos atletas nas camadas mais jovens e assim ser preparado o crescimento do Santa Clara”.
A governante realçou que o Santa Clara “é um clube que tem sabido superar os seus obstáculos, desafiando-se a si mesmo, evidenciado trabalho, dedicação e esforço para a concretização de novas ambições”.
Assumiu Marta Guerreiro que o Governo dos Açores “estará sempre ao lado das instituições que fazem parte da construção da nossa identidade, que no caso do desporto tem uma ligação directa com a existência deste clube, realçando o facto de por via do desporto se ter uma visão mais alargada da Região pelas competições que realizam nos Açores e fora da Região.
 “O Santa Clara tem, sem dúvida, levado o nome dos Açores mais longe”, opinou a Secretária do Turismo.
Na Gala, marcou presença também Pedro Resendes, mais conhecido por “Pauleta”. O ex-jogador dos encarnados de Ponta Delgada, e, inclusive, do Paris Saint-Germain e da selecção Portuguesa, hoje director Desportivo da Federação Portuguesa de Portugal, destacou a formação das camadas mais jovens que o clube tem promovido. O Santa Clara é reconhecido pela Federação como entidade formadora de 4 estrelas ao nível dos iniciados e juvenis. 
Para Pauleta “o Santa Clara é uma bandeira dos Açores”, que deve ser acarinhado em prol do desporto açoriano e do reconhecimento da Região no exterior.
O Santa Clara é um dos quatro clubes fundadores da Associação de Futebol de Ponta Delgada e o Vice-presidente, Luís Cunha, prestou homenagem aos obreiros desta instituição quase centenária, preconizando que “os actuais dirigentes possam encontrar o caminho do sucesso”.
Ao longo do serão, o Santa Clara premiou vários atletas, modalidades e personalidades assim como foi uma noite de recordações, com depoimentos gravados de ex-jogadores, como Clayton, e treinadores, como Filipe Moreira.
No final, os Passos Pesados, que foi o grupo convidado, a actuar na festa, cantou os parabéns, a que se juntou a voz dos jogadores e dos sócios presentes. A abertura do evento em termos musicais esteve a cargo do Quinteto de Metais do Conservatório Regional de Ponta Delgada.
        
           

Print

Categorias: Regional

Tags:

Theme picker

Revista Pub açorianissima