Victor Hugo Forjaz apresenta hoje a obra “Dos Vulcões dos Açores”

Vai ser apresentado hoje em Ponta Delgada pelo vulcanólogo  e professor jubilado, Victor Hugo Forjaz, a obra “Dos Vulcões dos Açores”, de sua autoria. 
A cerimónia terá lugar pelas 18h30 na Livraria Letras Lavadas. São colaboradores da obra Luísa Pinto Ribeiro, Luís Miguel Almeida, Nuno Dias Pereira e José António Rodrigues.
Gonçalo Pereira Rosa, Director da National Geographic Portugal, escreve sobre a outra, e citámos: “Cientista e divulgador de ciência (facetas que nem sempre se conjugam harmoniosamente na academia), consultor da edição portuguesa da National Geographic Magazine desde a primeira edição, o vulcanólogo Victor-Hugo Forjaz dedicou a carreira ao conhecimento sem compromissos da extraordinária diversidade dos vulcões dos Açores. 
Desde os relatos dos primeiros povoadores do arquipélago que os vulcões fazem parte da paisagem, moldando a alma açoriana e condicionando modos de vida, crenças e tradições. Seis décadas de carreira permitiram ao primeiro catedrático de Vulcanologia do país observar directamente os humores dos vulcões dos Açores – da exuberância dos Capelinhos em 1957-58 aos dramas de São Jorge em 1964, da Terceira em 1980 ou do Faial em 1998. A ciência portuguesa e a Universidade dos Açores devem a Victor Hugo Forjaz um amplo reconhecimento pela investigação apaixonada nos domínios da geotermia (de que foi pioneiro), da descrição de novas manifestações vulcânicas (como o tipo serretiano, documentado ao largo da Terceira) ou do entusiasmo juvenil pela aplicação do termalismo às novas áreas da geomedicina. “Dos Vulcões dos Açores” é uma obra de referência e mantém aceso o compromisso do autor de levar o conhecimento a todos os fóruns – da esfera dos decisores às comunidades locais, dos pares aos activistas. A premissa de partida é a de sempre: a ausência de conhecimento rigoroso sobre o funcionamento dos vulcões gera medos e alimenta superstições. De alguma maneira, “Dos Vulcões dos Açores” é um holofote num algar vulcânico escuro. Cabe a cada um de nós aproveitar a luz e saber mais”.                                                

N.C. 

Print
Autor: CA

Categorias: Regional

Tags:

Theme picker

Revista Pub açorianissima