Estúdio americano de videojogos arranca operação no TERINOV

O estúdio americano de desenvolvimento de videojogos Camel 101 arranca operação no TERINOV – Parque de Ciência e Tecnologia da Ilha Terceira ainda no primeiro trimestre de 2020. É com o objectivo de mudar a sede da empresa para Portugal que o estúdio surge agora nos Açores.
Uma passagem pela Ilha Terceira, em visita ao também estúdio de desenvolvimento de videojogos Redcatpig, no TERINOV foram motivo suficiente para a empresa decidir começar a operar a partir dos Açores. “A Região tem condições bem interessantes para desenvolver o nosso trabalho com todas as facilidades que estão a ser criadas, através do TERINOV”, conforme as palavras do fundador Ricardo Cesteiro.
Dois portugueses e um croata dão rosto e forma aos jogos desenvolvidos pela Camel 101. É nos jogos casuais e de guerra estratégicos, tácticos e de aventuras de terror que o estúdio vê a sua vocação pelas mãos de uma equipa experiente já com mais de seis títulos lançados.
Instalados no TERINOV, através do programa de incubação virtual, este estúdio de videojogos procura “trabalhar para o mundo inteiro remotamente, a partir dos Açores”. Uma parceria com o já instalado no TERINOV Redcatpig Studio pode ser uma possibilidade, segundo Ricardo Cesteiro que fala na vontade de estabelecer “laços mais fortes com o estúdio açoriano, através de uma parceria”.
A Camel 101 prevê o arranque da actividade no TERINOV ainda no primeiro trimestre de 2020. Those Who Remain é o sétimo e mais recente projecto que estão a desenvolver neste momento considerado “o seu maior título” e que será lançado este ano. 

Print
Autor: CA

Categorias: Regional

Tags:

Theme picker

Revista Pub açorianissima