22 de fevereiro de 2020

Pânico na Arquinha: Repatriado empunhando martelo agride duas pessoas e parte vidros de viatura

Um repatriado causou ontem de manhã, por volta das 08h30, o pânico na Levada e na Rua da Arquinha, em Ponta Delgada. 
Depois de ter provocado desacatos num café na Levada, e ter ferido uma pessoa, empunhando um martelo [como uma arma] desceu a rua até ao Calço da Má Cara, mas sempre falando e gesticulando contra as pessoas. Ao descer a rua da Arquinha intensificou os movimentos, o que provocava medo a quem passava. As pessoas fugiam.  
Quando passou junto a um estofador, barafustando, agrediu o dono daquele espaço comercial, que caiu ao chão, tendo ficado ferido na cabeça. Transportado ao hospital foi suturado e recebeu tratamento a outros ferimentos ligeiros. Teve alta a meio da tarde de ontem. 
O repatriado depois de ter agredido o empresário, sem que nada o fizesse prever, partiu à martelada os vidros de uma carrinha que estava parada no trânsito porque o condutor aguardava que o semáforo vermelho abrisse para circular, desconhecendo-se se provocou danos em outras viaturas. O homem parecia louco, diz um morador da zona, que depois da agressão que cometeu voltou a subir a rua para provocar novos desacatos num café da Levada, voltando depois à Arquinha, altura em que já lá se encontravam três viaturas da PSP, tendo sido necessária a intervenção de vários agentes para o deter.                                      

N.C.

Print
Autor: CA

Categorias: Regional

Tags:

Theme picker

Revista Pub açorianissima