28 de fevereiro de 2020

Câmara do Comércio e Indústria quer garantias que nova greve da estiva não prejudicará normal funcionamento da economia açoriana

A Câmara do Comércio e Indústria de Ponta Delgada manifestou ontem “profunda preocupação com o novo pré-aviso de greve” dos estivadores no porto de Lisboa, com reflexo no porto de Leixões para o período de 9 a 30 de Março.
Este pré-aviso de greve, refere o organismo que defende os interesses dos empresários micaelenses e marienses, “vem dar continuidade a um período de perturbações que o transporte marítimo de mercadorias entre o continente e a Região que tem conhecido nos últimos tempos e que tem afectado a normal escala dos navios nos portos dos Açores”
Esta greve, nos termos em que é convocada, perspectiva, no entender da Câmara do Comércio e indústria de Ponta Delgada, um “impacto negativo muito significativo, quer em termos de abastecimento, quer na colocação de bens em Lisboa”.
É neste contexto que a Direcção da Câmara do Comércio e Indústria entende “alertar as entidades competentes nacionais e regionais, no sentido de adoptarem todas as medidas que sejam necessárias para, “efectivamente, garantir o transporte de carga de e para os Açores, de forma a permitir o normal funcionamento da economia regional”.
A propósito da evolução mundial do Coronavirus (COVID – 19) “e as  implicações que está a ter na economia e possíveis reflexos na Região”, a Câmara do Comércio e Indústria manifestou “confiança que as autoridades competentes dispõem de planos e recursos preparados, com capacidade operacional para eventuais situações que se venham a colocar”.
Entende a Câmara do Comércio e Indústria que, nesta fase, “o fundamental é que seja disponibilizada informação, utilizando diversos meios, que a mesma seja clara, transparente e verdadeira, por forma a gerar confiança nos cidadãos”.
Manifesta “disponibilidade para colaborar com as entidades competentes, contribuindo para a divulgação de informação junto das empresas e dos seus colaboradores.”
“Sendo Ponta Delgada a principal porta de entrada de passageiros desembarcados, impõe-se que esta realidade seja tida em consideração nas medidas e meios disponíveis”, conclui a Cãmara do Comércio e Indústria de Ponta Delgada.

Print
Autor: CA

Categorias: Regional

Tags:

Theme picker

Revista Pub açorianissima