Porta foi arrombada de madrugada

Coroa do Divino Espírito Santo furtada do interior do Triato nos Arrifes

Foi durante a madrugada de Segunda-feira, sem que ninguém se tivesse apercebido. Arrombaram a porta do Triato do Império da Festa, na Rua Amaro Dias, nos Arrifes, e dali retiraram única e exclusivamente a Coroa do Divino.
Uma coroa adquirida há 27 anos pela Irmandade e que terá custado cerca de 300 contos, o que hoje em dia equivalerá a 1.500 euros, e que se encontrava em exposição naquele Triato na Rua Amaro Dias. Não era a coroa mais valiosa da Irmandade, esse encontra-se na casa da Primeira Dominga, mas mesmo assim era a coroa que se encontrava visível da rua e onde muitas pessoas param para rezar ao Divino Espírito Santo. Uma fonte da Irmandade responsável pelo Império, conta ao Correio dos Açores que é frequente as pessoas ali pararem para rezar.
Instalada sob uma espécie de caixa de vidro para dar projecção à Coroa que simboliza o Divino Espírito Santo, apenas aquele símbolo foi furtado do interior do Triato, embora também ali se encontrassem outros objectos de valor.
A porta foi arrombada e só de manhã os populares de aperceberam do que tinha acontecido, quando viram a porta aberta e a notaram a falta da Coroa em prata. De imediato foi contactada a Polícia de Segurança Pública. No entanto, ao fim da tarde de ontem a PSP disse ao Correio dos Açores não ter no sistema qualquer ocorrência relacionada com este caso.
Entretanto, multiplicaram-se os apelos nas redes sociais a dar conta do sucedido e a pedir para que fosse partilhada a informação juntamente com a imagem da Coroa para que, sendo mais facilmente reconhecida, poderia ser encontrada de forma mais rápida. É que o Império arranca já a partir do Domingo de Páscoa, dia 13 de Abril, daqui a pouco mais de um mês.
Nos Arrifes a comunidade está indignada com este furto e teme que aconteçam outros furtos desta natureza, dizendo os populares que “nem o Divino Espírito Santo está a salvo”. As Igrejas na freguesia já têm câmaras de videovigilância, uma vez que nesta altura de Quaresma se encontram abertas durante todo o dia devido à passagem dos ranchos de romeiros.
Mas teme-se que o vandalismo e os furtos também cheguem às igrejas e sejam cada vez mais frequentes. Tal como tem acontecido nos últimos tempos, como por exemplo no nicho de Nossa Senhora da Graça, na Lagoa, que apareceu vandalizado durante a noite ou o Sacrário da Igreja de Santa Bárbara, de Ponta Delgada, que foi profanado e vandalizado tendo sido encontrado num pasto.
Homem detido por
tráfico de estupefacientes

A Polícia de Segurança Pública deteve em Angra do Heroísmo um homem, em flagrante delito, pela suspeita de prática de tráfico de estupefacientes.
De acordo com o relatório policial, a Divisão Policial de Angra do Heroísmo apreendeu, no decurso das diligências efectuadas, 49 doses de heroína, munições de arma de fogo, parafernália associada à suspeita do crime e também objectos que seriam provenientes da actividade ilícita.
A PSP dá conta que com esta acção, a Divisão Policial de Angra do Heroísmo pretende dar continuidade à estratégia de prevenção e combate à criminalidade, promovendo assim o aumento do sentimento de segurança da população.
A Esquadra da Lagoa, no passado Domingo, Dia da Mulher, deteve uma mulher de 29 anos em flagrante delito por violência doméstica após ter agredido o companheiro.
Em Ponta Delgada foi detido um homem de 42 anos por resistência, desobediência e coacção a um agente de autoridade. Enquanto nas Capelas foi detido um homem de 17 anos por condução de veículo sem carta de condução, tendo sido também a mãe, de 51 anos, por cumplicidade.
Em Ponta Delgada a esquadra de Trânsito deteve um homem de 42 anos depois de ter sido interceptado a conduzir um veículo que tinha sido anteriormente apreendido. Foi também detido um homem, de 41 anos, por condução de veículo sob influência de álcool, apresentando uma Taxa de Álcool no Sangue (TAS) de 2,07 gramas por litro.  
Foi realizada no fim-de-semana uma operação de prevenção criminal, incluindo fiscalização rodoviária e fiscalização de estabelecimentos de restauração e bebidas. Neste âmbito foram fiscalizadas 300 viaturas, abordados 17 indivíduos e fiscalizado um estabelecimento.
No decurso da operação foram detidos dois homens, de 43 e 63 anos, por condução de veículos sob a influência de álcool, com as TAS de 1,34 e 1,27 g/l, elaborados dois autos de notícia por contra-ordenação por consumo de estupefacientes e apreendidas 4 doses de haxixe. Foram ainda detectadas 12 infracções de natureza contra-ordenacional no âmbito da legislação rodoviária, nomeadamente por condução de veículo sob a influência de álcool, falta de seguro de responsabilidade civil obrigatório do veículo, falta de inspecção periódica obrigatória do veículo, título de registo de propriedade do veículo, condução de veículo sem fazer uso obrigatório de cinto de segurança e falta de documentos. No estabelecimento de restauração e bebidas foi detectada uma infracção de natureza contra-ordenacional por falta de registo de máquina.
Em Vila Franca do Campo foi detido um homem, de 64 anos, por condução sob a influência de álcool, com uma TAS de 1,80 g/l, na sequência de um acidente de viação.
A esquadra da Ribeira Grande deteve, na sequência de diligências de investigação, um homem de 43 anos identificado por receptação de artigos dados como furtados. Tendo sido apreendida uma torre de computador, um amplificador de som, um monitor, duas colunas de som auto e uma coluna de som portátil.
Foi ainda detido um homem, de 27 anos, por condução de veículo sob a influência de álcool, com uma TAS de 1,79 g/l.
Na Terceira foi realizada uma operação de fiscalização rodoviária, tendo sido fiscalizados 20 veículos e detectadas 13 infrações de natureza contra-ordenacional, das quais por condução de veículo sob a influência de álcool; falta de seguro de responsabilidade civil obrigatório do veículo; falta de inspecção periódica obrigatória do veículo; condução de veículo sem fazer uso de acessório de segurança obrigatório (cinto); carta de condução caducada; falta de documentos e estacionamento irregular.
Na Madalena do Pico foram detectadas duas infracções de natureza contra-ordenacional após fiscalizações de rotina direccionadas para a vertente Ambiental. As infracções foram detectadas devido a veículos em fim de vida sem encaminhamento para centro de recolha ou operador de desmantelamento autorizado por parte dos seus proprietários. Durante o fim-de-semana ocorreram 23 acidentes de viação, de onde resultou um ferido ligeiro e danos materiais.

Print
Autor: Carla Dias

Categorias: Regional

Tags:

Theme picker

Revista Pub açorianissima