“É triste e deixa-nos chocados”, lamenta José Maria Rego, Presidente da JF de São Sebastião

Vândalos destroem bancos do Jardim Antero de Quental avaliados em milhares de euros

Vários bancos do Jardim Antero de Quental foram destruídos mas possivelmente a acção de vandalismo terá começado no Sábado, quando um derrame de água ali surgiu. “No Domingo já tinha lá estado, onde tinha constatado que havia um derrame de água”, disse ao nosso jornal, o Presidente da Junta de Freguesia de São Sebastião. “Contactei com os Serviços Municipalizados, que de imediato remediaram a situação”.
No entretanto, surgiu a destruição dos bancos do Jardim, que “deverá ter acontecido entre a noite de Domingo e madrugada de Segunda-feira. É triste, aquilo que se vê e é uma destruição que nos deixa chocados”, realçou José Maria Pereira Rego.
Quem passa de carro pelas imediações do Jardim, não se apercebe o que aconteceu e é preciso estar com muita atenção para observar que apenas um banco está destruído. No entanto, no interior do Jardim Antero de Quental as acções de vandalismo são por demais evidentes. “Julgo que não será possível proceder à reparação daqueles bancos, devido ao material que são constituídos. Portanto, é com mágoa, porque inclusive, o funcionário daquele jardim trata-o com cuidado e amor extremo”.  
Chocado com tanta destruição, o autarca ressalva que “possivelmente são grupos que se juntam ali à noite para fins menos próprios e ilícitos, e que confundem o libertar com liberdade, mas é preciso saber como é que se liberta e a liberdade é linda e excelente, mas tem de ser vivida e respeitada”.
Os bancos foram ali colocados pela Câmara Municipal de Ponta Delgada, e fala-se em prejuízos a rondar alguns milhares de Euros.
“Numa altura em que se aplaude o comportamento exemplar da maioria dos cidadãos, que acatam as medidas propostas pela autoridade regional de saúde, com isto, ficamos desolados”.
Sobre eventuais soluções, José Maria Pereira Rego preconiza que “poderia passar por mais policiamento, que não seja visível, porque infelizmente existem pessoas que não sabem comportar-se”.
O Jardim Antero de Quental homenageia o poeta-filósofo, nascido em Ponta Delgada em 1942. Ali encontramos um monumento alusivo à sua vida e obra, do escultor micaelense Canto da Maia. É ainda um aprazível recanto da natureza dentro da cidade de Ponta Delgada.

Print

Categorias: Regional

Tags:

Theme picker

Revista Pub açorianissima