9 de maio de 2020

Emprestados 2.500 computadores a alunos e alguns docentes para o ensino à distância

O Secretário Regional da Educação e Cultura afirmou, na Assembleia Legislativa, que, na área do ensino, “é tempo de preparar o dia seguinte” à pandemia de Covid-19.
“Na Educação, isso passa pelo desenvolvimento do ensino à distância como alternativa ao método presencial, tradicional”, frisou Avelino Meneses, que falava quinta-feira, por videoconferência, na discussão de projectos de resolução apresentados por diferentes grupos parlamentares sobre a garantia do direito à educação.
Para isso, adiantou o Secretário Regional, é necessário investimento em tecnologia e na formação, um processo já iniciado e que “necessita ser reforçado”.
O Governo dos Açores procedeu, com a adopção do ensino à distância neste início do terceiro período, ao empréstimo de 2.500 computadores a alunos e alguns docentes, bem como de mais de 1.450 equipamentos de acesso à Internet, revelou Avelino Meneses. O titular da pasta da Educação salientou ainda que já foram dados passos na área da formação e informação de docentes, alunos, pais e encarregados de educação, através a criação de um espaço próprio no Portal da Educação.
Entre os diversos projectos formativos em curso no âmbito do ensino à distância, Avelino Meneses realçou a formação ministrada pela Universidade Aberta a cerca de quatro centenas de professores da Região, com uma duração de 25 horas, a que se seguirá outra, com uma duração de 15 horas, ministrada por um professor vindo do estrangeiro.
Por outro lado, referiu que a Direcção Regional da Educação constituiu uma equipa com cerca de cinco dezenas de técnicos para apoio online de alunos e professores.
Avelino Meneses afirmou, no entanto, que, “no seio de uma profunda crise, é compreensível que não possamos atingir o patamar do óptimo, por isso batemo-nos quotidianamente por soluções boas, pelo menos razoáveis”.
 

Print
Autor: CA

Categorias: Regional

Tags:

Theme picker

Revista Pub açorianissima