Clube Desportivo Santa Clara

João Henriques: “Olho para o que falta disputar como um minicampeonato”

Muitas semanas depois, o CD Santa Clara regressou aos treinos em relvado a semana passada, deixando para trás muitos outros Online.
O regresso a uma normalidade ainda é limitado, já que os treinos começam com bolas identificadas e higienizadas e no final, os jogadores voltam a colocar as máscaras e desinfetam as mãos.
Mais relevante do que tudo isto foi mesmo o regresso, com João Henriques a testar que o essencial foi “ver o sorriso na cara dos jogadores”. Isto “é aquilo que nos deixa mais satisfeitos, sentir que eles regressam ao local de trabalho deles”. Contudo, “falta acrescentar a questão do jogo, que é o complemento ao trabalho que iniciamos”.
Mesmo à distância de alguns cliques, o treinador do CD Santa Clara ressalva que foi feito um bom trabalho. “Mesmo à distância conseguimos minimizar os estragos, em termos da manutenção física, mas notoriamente inferior, àquilo que era, quando parou o campeonato”.
Para este regresso, João Henriques destaca que o mais importante é recuperar a boa forma física do plantel. “Agora vamos regressar paulatinamente para recuperar os índices que pretendemos para jogar, porque não estão, de todo, perto de estarem a um nível bom para se jogar”. 
Por outro lado, a pressa é inimiga da perfeição e pode significar o surgimento de lesões. “Vamos ter de ter calma, paciência e temos que ir degrau a degrau, sem querermos ultrapassar etapas, até porque as lesões, nesta altura, podem surgir e não queremos ninguém aqui lesionado, queremos todos os jogadores aptos para o primeiro jogo e para os restantes”.
João Henriques olha para os últimos 10 jogos “como um minicampeonato” e não como consequência do que aconteceu anteriormente. “Não sabemos como é que as outras equipas vão aparecer, mas vou olhar para isto como se não tivéssemos conquistado qualquer ponto ainda e com zero pontos, vamos tentar ficar o mais acima possível, neste minicampeonato. Jogo a jogo, vamos tentar conquistar os três e é isto que queremos, para depois, somarmos pontos aos 30 que já temos para conseguirmos a melhor classificação possível e mais pontos do que na época anterior”, deixando mais um marco histórico no clube.

Fábio Cardoso: “Um regresso especial”

No regresso aos relvados, Fábio Cardoso falou em nome do plantel do CD Santa Clara para sublinhar que “este foi um regresso especial”.
O jogador não escondeu que “foi difícil treinar nas condições que não são as ideais”, mas ressalva que tudo foi feito para que a condição física dos jogadores se mantivesse, dentro do possível. “Fizemos um esforço para que nas condições que temos em casa e aquelas que nos foram fornecidas, pudéssemos estar o melhor possível para recuperar rápido a nossa forma”.   
Fábio Cardoso disse mesmo que foi “um regresso especial”, após uma situação nunca antes vivida, mas o mais importante “é estarmos de volta e podermos fazer aquilo que mais gostamos”.
A partir de agora “é dar o máximo dia-a-dia e fazer o que nos pedem para voltarmos a atingir o pico de forma, tendo em conta as condições. Trabalhar, porque os jogos estão quase aí”.
 

Print
Autor: CA

Categorias: Desporto

Tags:

Theme picker

Revista Pub açorianissima