No mês de Abril em comparação com o mesmo mês de 2019

Quebra de 99,2% no turismo nos Açores

 Os Açores foram a região de Portugal com a maior queda no turismo em Abril. Enquanto o Instituto Nacional de Estatística fala numa quebra nas dormidas em relação ao mesmo mês do ano passado na ordem dos 99,9%, o Serviço Regional de Estatísticas refere uma quebra de 99,2% que, mesmo assim, continua a ser a maior a nível nacional.
Em Abril, todas as regiões portuguesas registaram decréscimos das dormidas superiores a 90%, com as maiores reduções, segundo o INE,  a verificarem-se nos Açores (-99,9%); e Madeira (-99,1%). O Alentejo (-92,6%) foi a região onde se registou menor diminuição. No conjunto dos primeiros quatro meses do ano, as regiões que apresentaram menores diminuições foram o Alentejo (-39,3%) e a Madeira (-39,8%).
Estas estatísticas reflectem os efeitos da pandemia Covid-19, quer no comportamento da actividade turística, quer na quantidade de informação primária disponível para a compilação dos resultados apresentados. 
A propósito, o Instituto Nacional de Estatística apela “à melhor colaboração das empresas, das famílias e das entidades públicas, apesar das dificuldades, na resposta às solicitações do INE”. 
Entretanto, o reduzido número de estabelecimentos hoteleiros que registaram movimento turístico em Abril não permitiu ao SREA a divulgação dos resultados por ilha.  
O Serviço Regional de Estatística apurou na Região, no mês de Abril, no conjunto dos estabelecimentos hoteleiros e do alojamento local, 1930 dormidas, apresentando uma variação homóloga negativa de 99,2%.  
Na Região, no mês de Abril, o alojamento local registou 1.865 dormidas, representando um decréscimo homólogo de 97,5%.
De Janeiro a Abril de 2020, no alojamento local registaram-se 82,6 mil dormidas, valor inferior em 50,8% ao registado em igual período de 2019. 
De Janeiro a Abril, os residentes em Portugal atingiram cerca de 38,1 mil dormidas, correspondendo a um decréscimo homólogo de 50,1%. Já os residentes no estrangeiro atingiram 44,5 mil dormidas, registando uma diminuição em termos homólogos de 51,4%. Neste período, registaram-se 24,7 mil hóspedes, apresentando uma taxa de variação negativa de 49,8% relativamente ao mesmo período de 2019.
De Janeiro a Abril, a ilha de S. Miguel com 61,8 mil dormidas concentrou 74,8% do total das dormidas, seguindo-se a Terceira com 11 mil dormidas (13,3%), o Faial com 3,7 mil dormidas (4,5%) e o Pico com 3,5 mil dormidas (4,3%).
Os proveitos totais do turismo nos Açores em Abril foram de 100 mil euros, o que representa um decréscimo de 99,% em relação a Abril de 2019. E os proveitos do aposento em Abril deste ano foram igualmente de 100 mil euros, menos 99,9% do que em Abril de 2019.
Registou-se uma diminuição de 50,9 nos proveitos totais do turismo na Região (10,5 milhões de euros) entre Janeiro e Abril de 2020 e de 51,7% nos proveitos do aposento (7,5 milhões de euros).
 

Print
Autor: CA

Categorias: Regional

Tags:

Theme picker

Revista Pub açorianissima