20 de junho de 2020

PS quer “rigor e cumprimento das regras democráticas em Ponta Delgada”

O PS de Ponta Delgada, numa nota às redacções, considera que “a maioria que hoje lidera a Câmara Municipal de Ponta Delgada não pode obstaculizar o normal e regular escrutínio democrático que compete à oposição”, referindo que a equipa que lidera a autarquia  “não pode dificultar e inviabilizar o trabalho de controlo do exercício da actividade de gestão conforme sucedeu esta semana”.
Os socialistas recordam que “esta semana, só ao final do dia da passada Segunda-feira, o Executivo camarário disponibilizou aos vereadores do PS sete relatórios relativos a: “Prorrogação de Prazo – Liquidação da Empresa Municipal, Cidade em Ação, E.M,SA”; Cidade em Ação, E.M.,SA – Relatório e Contas 2019; Transferência para Equilíbrio de Contas; Coliseu Micaelense – Relatório e Contas, 2019; Prestação de Contas e Inventário – Ano de 2019 Câmara Municipal de Ponta Delgada; SMAS – Prestação de Contas Referentes ao Ano de 2019; Distribuição de Resultados SMAS – 2019, os quais foram sujeito a votação na reunião de Câmara” na última Quinta-feira.
O PS de Ponta Delgada, na nota, entende que considerando a extensão da documentação apresentada, e o tempo disponível para proceder à sua análise, não foram reunidas as condições para que fosse possível realizar um escrutínio rigoroso e preciso desses documentos, razão pela qual se exige ao Executivo camarário de Ponta Delgada maior rigor e um zeloso cumprimento das regras democráticas, fornecendo atempadamente os documentos em apreço. Só assim se garante, em consciência e de boa fé, que estão reunidas as condições para um correto e eficaz escrutínio dos relatórios em questão, em sede do Executivo camarário”.  

Print
Autor: CA

Categorias: Regional

Tags:

Theme picker

Revista Pub açorianissima