24 de junho de 2020

Transaccionados 81 milhões de euros em alojamentos no 1º trimestre de 2020 nos Açores

Aos Açores transaccionaram, no primeiro trimestre deste ano, 81 milhões de euros em alojamentos, o que representou um aumento de 12,9% em relação a período homólogo do ano passado, anunciou ontem o Serviço Regional de Estatística.
Nos primeiros três meses de 2020 todas as regiões apresentaram um crescimento no valor de transacção dos alojamentos. À Madeira, com uma taxa de variação de 29,2%, seguiu-se os Açores (12,9%); da Área Metropolitana de Lisboa (11,1%); e da região Norte (10,7%). O Algarve, o Alentejo e a região Centro, com taxas de variação de 6,1%, 8,1% e 8,5%, respectivamente, apresentaram ritmos de crescimento mais contidos.
Registou-se, no mesmo período, um aumento de 1,7% na transacção de habitações nos Açores em relação a idêntico trimestre de 2019,
Nos três primeiros do ano, foram transaccionadas 15 433 habitações na Área Metropolitana de Lisboa, o que representa 35,5% do número total (+0,1 ponto percentual face ao mesmo período de 2019) e o peso relativo regional mais elevado desde o 2º trimestre de 2018. A região Norte, com 12 168 vendas, concentrou 27,9% das transacções, menos 0,4 pontos percentuais em termos homólogos. O Centro (7 974 transacções) foi, a par do Norte, a outra região onde se observou uma redução no respectivo peso relativo (-0,2 pontos percentuais). As regiões do Alentejo (6%); do Algarve (8,6%); Açores (1,7%) e Madeira (2,0%) mantiveram praticamente inalteradas as respectivas quotas relativas regionais, tendo-se observado um acréscimo de 0,2 pontos percentuais no Alentejo e de 0,1 pontos percentuais nas demais regiões. 
No período em análise, as transacções de alojamentos na Área Metropolitana de Lisboa totalizaram 3,2 mil milhões de euros (47,8% do total), o montante mais elevado desta região na série disponível. No Norte, as vendas de habitações fixaram-se nos 1,6 mil milhões de euros, correspondendo a um peso relativo regional de 23,3%. A quota relativa conjunta destas duas regiões foi 71,1%, o registo mais elevado desde o 3º trimestre de 2018. Seguiram-se, em termos de maiores montantes de valores de transacções, a região Centro (786 milhões de euros); o Algarve (713 milhões de euros); e o Alentejo (235 milhões de euros). Nestas três regiões registaram-se reduções de 0,2 pontos percentuais 0,4 pontos percentuais e 0,1 pontos percentuais respectivamente, nas quotas regionais. Nos Açores e na Madeira os valores das transacções ascenderam a 81 milhões de euros e a 134 milhões de euros, pela mesma ordem.
O Índice de Preços da Habitação (IPHab) tem como principal objetivo medir a evolução dos preços dos alojamentos familiares adquiridos no mercado residencial em Portugal. Para além do índice total, são compilados e divulgados trimestralmente índices para os segmentos dos alojamentos familiares existentes e novos.

Print
Autor: CA

Categorias: Regional

Tags:

Theme picker

Revista Pub açorianissima