Jorge Baptista, Presidente do Judo Clube de Ponta Delgada

“Quase tudo é possível para umas actividades enquanto para outras não”...

Quantos atletas estão inscritos no Judo Clube de Ponta Delgada? Tem muitos jovens?
No judo Clube de Ponta temos cerca de 250 atletas, a sua maioria Jovens tendo também um grupo de veteranos muito ativo. Como uma grande maioria dos nossos atletas dão continuidades aos seus estudos em universidades fora da região, temos sempre alguma quebra de atletas entre os 18 e os 25 anos.

Que efeito teve esta Pandemia de Covid-19 para o Clube e para os atletas?
A Pandemia, tal como aconteceu com todas as actividades, teve um efeito negativo tanto no processo de treino/aprendizagem como nos aspectos competitivos, embora ainda se tenha conseguido efetuar o Campeonato Nacional de Cadetes e Juniores tendo as restantes provas do calendário nacional, que se realizavam no primeiro semestre do ano, sido reagendadas para o segundo semestre a partir de Setembro. Com tudo isto que se passou, é natural também que haja alguma perda de atletas.

Sendo o judo um desporto de contacto não é possível evitar o distanciamento social. Mesmo assim que medidas estão a ser tomadas? 
O nosso clube conseguiu implementar os treinos via Zoom, com grandes adaptações, mas com algum sucesso nos escalões de Juvenis, Cadetes e Juniores. A nossa modalidade tem uma ferramenta de trabalho, Tendoku – Renshu (Treino de espelho) que nesta fase foi mais usada do que o habitual criando-se também uns ‘Dummy’s’ (bonecos de treino). Não é o mesmo do que estarmos a treinar em conjunto uns com os outros, mas é o treino possível. Neste momento já estamos a treinar, mas cumprindo com as regras definidas para a modalidade, ou seja, sem contacto físico e com o distanciamento recomendado. Durante este período os treinadores tiveram a oportunidade de participar em formação online com treinadores de vários países. 

Que provas e iniciativas foram canceladas devido a esta paragem? Foram reagendadas?
Todas as provas regionais, nacionais e internacionais foram suspensas estando já parte delas reagendadas para o segundo semestre de 2020.

Quando forem retomadas as provas será permitida assistência? (Sabe-se que muitos pais tem por hábito assistir. Que efeito poderá ter nos mais jovens?)
Vai competir às autoridades definir se poderemos ter assistência ou não e nós teremos de cumprir o que for delineado. Pena é que para umas actividades quase tudo é possível e para outras não.

Que projectos tem o Judo Clube de Ponta Delgada para os próximos tempos? 
O Judo Clube de Ponta Delgada está muito envolvido em criar melhores condições de treino para os seus atletas e demais atletas da região, nomeadamente, com a ampliação das suas instalações de forma a permitir melhores horários de treino para todos os escalões bem como a possibilidade de termos, na ilha de S. Miguel, um local com condições adequadas para realização de competições de Judo. Já solicitamos um ‘Pedido de Informação prévia para construção’ na Câmara Municipal de Ponta Delgada esperando por uma resposta. Dado o momento actual de incerteza, pedimos também uma prorrogação do prazo para o início da construção a quem nos cedeu uma parcela de terreno para este aumento, o Governo Regional dos Açores, algo que foi recentemente autorizado.

As condições de treino são as desejadas?
Temos conseguido, ao longo dos anos, adaptar o nosso espaço às exigências do treino, mas a área disponível actualmente não é a adequada, daí a nossa intenção de ampliação das infraestruturas para um dimensão que nos permita reorganizar os treinos bem como, a possibilidade de realização de competições dentro das normas da modalidade o que não acontece agora.

Como analisa o actual estado do judo nos Açores? Tem havido progressão?
O atual estado de pandemia veio alterar, veio bloquear o aparecimento de novos talentos na modalidade, ocultando-se assim, a nível competitivo, o fulgor da modalidade.
No entanto, para o futuro do Judo e de qualquer outra modalidade praticada na região, teremos de definir novos objectivos, cabendo aqui também a sua quota-parte às definições do poder político. 
                                     

Luís Lobão

Print
Autor: CA

Categorias: Desporto

Tags:

Theme picker

Revista Pub açorianissima