PS/Açores diz que não abdica de continuar a combater a precariedade laboral na Região

Na sequência do debate parlamentar sobre as medidas de combate à precariedade criadas no âmbito do programa de incentivos Competir +, o PS/Açores realçou “as medidas que já estão implementadas na Região e deixou a garantia de que não abdicará de continuar a combater a precariedade laboral”. Carlos Silva recordou, ainda, o empenho do Governo dos Açores na reposição de rendimentos e de direitos dos trabalhadores e famílias.
“Há um progresso notável na reposição de rendimentos, na reposição de direitos, na criação de medidas que promovem a contratação sem termo e no combate à precariedade. Nunca tivemos tantos Açorianos empregados nos Açores nem uma população ativa tão significativa como a que foi confirmada recentemente – isso demonstra que as políticas públicas do Partido Socialista produziram efeitos e os empresários e os trabalhadores reconhecem que essas políticas são boas e têm feito diferença no dia-a-dia dos Açorianos”, adiantou o deputado do Grupo Parlamentar do PS/Açores, à margem do debate.
Carlos Silva lamentou a postura de alguma oposição que, apesar de todos os esclarecimentos já prestados por várias entidades, mantém acusações infundadas quanto ao programa de incentivos: “As medidas do Competir + para incentivar à contratação sem termo, e que foram aprovadas pelo Partido Socialista, entraram em vigor a 16 de Fevereiro de 2019. Tendo em conta que a execução dos projectos pode demorar até 3 anos, não é possível, ainda, avaliar o grau de cumprimento das candidaturas apresentadas, quando estes investimentos, com postos de trabalho previstos, ainda não estão concluídos”.
“É lamentável a postura de má-fé do Bloco de Esquerda, que profere acusações infundadas e tenta ludibriar os açorianos com manobras eleitorais”, concluiu o deputado.

Print
Autor: CA

Categorias: Regional

Tags:

Theme picker

Revista Pub açorianissima