Juntas médicas já foram retomadas em todas as delegações de Saúde

Depois do Correio dos Açores ter denunciado atrasos de largos meses, nos pedidos de juntas médicas, principalmente na Delegação de Saúde de Ponta Delgada, a Secretaria Regional da tutela esclarece que já foram retomados tais procedimentos entretanto suspensos devido à pandemia da Covid-19.
A propósito das denúncias que chegaram ao Correio dos Açores de pedido de juntas médicas, para confirmação de grau de incapacidade do doente, e que já se arrastam há mais de um ano, a Secretaria Regional da Saúde que lamenta “os constrangimentos existentes na realização de juntas médicas na Delegação de Saúde de Ponta Delgada, lembrando que, no âmbito das medidas de prevenção e contenção da pandemia, foram suspensas” essas mesmas juntas médicas.
No entanto, a Secretaria Regional da Saúde dá conta que as mesmas já foram retomadas em todas as delegações de Saúde. Mas admite que na Delegação de Saúde de Ponta Delgada “essa recuperação tem sido mais lenta”, e a justificação tem a ver com o “trabalho acrescido da equipa que tem a seu cargo, neste momento, a recepção e a vigilância epidemiológica dos passageiros que desembarcam no aeroporto da Região, em prol da segurança e da protecção da saúde de todos os açorianos”. 
Devido a esse trabalho acrescido, e “atentos aos constrangimentos da Delegação de Saúde de Ponta Delgada, a equipa foi reforçada, contando agora com um segundo Delegado de Saúde, o que permitirá superar os constrangimentos detectados”, refere nota da Secretaria Regional da Saúde enviada ao Correio dos Açores.

Consultas de gravidez 

Já em relação às consultas de gravidez, a Unidade de Saúde de Ilha de São Miguel (USISM) revela que tem mantido como prioridade o acesso às primeiras consultas de gravidez, doentes de risco, saúde infantil, entre outros. Depois do Correio dos Açores ter dado conta das dificuldades em se conseguir marcar consultas e, em especial para acompanhamento de grávidas, a USISM diz que apesar do contexto de pandemia, estas são prioritárias. E a propósito deste constrangimento, a USISM responde em comunicado, ser “um evidente distanciamento da realidade”. 
Neste sentido, a USISM dá conta do número de consultas realizadas durante o período de confinamento: de 1 de Janeiro até à data, foram realizadas 4.907 consultas médicas de saúde materna e 7.271 consultas de enfermagem de saúde materna. 
A Unidade de Saúde de Ilha de São Miguel esclarece ainda que este ano, só o Centro de Saúde de Ponta Delgada já realizou 2.834 consultas médicas de saúde materna, em contraste com as 2.811 consultas realizadas no mesmo período de 2019.
A USISM dá ainda conta que qualquer unidade de Saúde está capacitada para receber pedidos de receitas quer através do e-mail, telefone ou presencialmente.

C.D.
 

Print
Autor: CA

Categorias: Regional

Tags:

Theme picker

Revista Pub açorianissima