Tinha 54 anos e entrou em paragem cardio-respiratória

Protecção Civil alerta para importância de desfibrilhador depois de ter sido salvo um homem nas Portas do Mar

Um homem de 54 anos, que caminhava na manhã do domingo (09h45) nas Portas do Mar, em Ponta Delgada, em São Miguel, foi salvo com o uso de Desfibrilhador Automático Externo (DAE), após ter entrado em paragem cardiorrespiratória.
Segundo informação da Protecção Civil açoriana, a pronta intervenção do segurança das Portas do Mar, operacional de DAE, do nadador salvador da zona balnear do Pesqueiro, e de duas médicas e uma enfermeira presentes no local permitiu salvar o homem, que não apresentava quais quer tipo de doenças.
De acordo com a mesma fonte, foram iniciadas imediatamente manobras de Suporte Básico de Vida (SBV), enquanto chegava o DAE do complexo das Portas do Mar. Após a análise de ritmo, o DAE aplicou dois choques sem sucesso. À chegada da ambulância, os Bombeiros de Ponta Delgada assumiram a situação e administraram mais um choque, com o DAE da ambulância que reverteu a situação temporariamente. Foi necessário a administração de mais um choque pela equipa de Suporte Imediato de Vida (SIV), que também foi mobilizada para o local, para estabilizar o doente e transportá-lo para o Hospital do Divino Espírito Santo (HDES), onde deu entrada, já consciente, pelas 10h16.
Para o Serviço Regional de Protecção Civil e Bombeiros dos Açores (SRPCBA), este caso “demostra bem a importância e aposta da formação em Suporte Básico de Vida, dos programas de desfibrilhação automática externa e de uma chamada imediata para o 112 em caso de paragem cardiorrespiratória”.  “São situações como esta, em que todos os elos da cadeia de sobrevivência dão o melhor de si, que nos asseguram que estamos no bom caminho e nos incentivam a fazer mais e melhor, em prol da segurança dos Açorianos e de quem nos visita”.

 

Print
Autor: CA

Categorias: Regional

Tags:

Theme picker

Revista Pub açorianissima