Bolieiro afirma que atingir igualdade salarial é uma “causa essencial” nos Açores

O presidente do PSD/Açores assumiu como uma “causa essencial” atingir a igualdade salarial entre mulheres e homens, e considerou que a necessária “reforma das mentalidades” é alcançada através de parcerias entre as entidades públicas e a sociedade civil.
“Esta é uma causa essencial que ainda não foi concretizada. Tem havido melhorias, mas ainda estamos, como sociedade, aquém do objetivo. Os dados estatísticos mostram que há uma discriminação de 18 por cento nos Açores no rendimento das mulheres. Trata-se de uma causa a que não podemos ficar indiferentes”, afirmou José Manuel Bolieiro, após uma reunião com a direção da UMAR Açores – Associação para a Igualdade e Direitos das Mulheres.
Segundo o líder social-democrata, citado em nota à imprensa, “é preciso garantir que as políticas públicas – que não têm uma solução de varinha mágica – possam, em parceria com a sociedade e com organizações como a UMAR, ir conquistando terreno nesta matéria, que passa por uma verdadeira reforma das mentalidades”.
José Manuel Bolieiro salientou que são necessárias políticas públicas que “ajudem a mulher a compatibilizar a vida profissional com a familiar”.
“A mulher cidadã, a mulher profissional e a mulher mãe de família tem de ser cada vez mais valorizada, sobretudo quando ainda há uma discriminação das mulheres no que diz respeito à remuneração e acesso a cargos de chefia”, sublinhou.
O presidente do PSD/Açores destacou igualmente a importância de “continuar a sensibilizar a sociedade” para o problema da violência doméstica, nomeadamente “apelando à não violência e à denúncia dos casos, reforçando o apoio às vítimas”.
O líder social-democrata referiu também que as políticas públicas “devem assumir como verdadeiros parceiros do Estado organizações como a UMAR, nomeadamente nas causas de solidariedade com as pessoas e grupos mais fragilizados”.
“É também este o meu compromisso. Se o PSD, como partido de alternativa, for governo, irá apoiar estas organizações não governamentais”, assegurou.
José Manuel Bolieiro acrescentou que a visita à UMAR constituiu igualmente uma “homenagem à mulher açoriana e um ato de gratidão às organizações que prestam apoio à causa da mulher”.

Print
Autor: CA

Categorias: Regional

Tags:

Theme picker

Revista Pub açorianissima