9 de agosto de 2020

Açorianos convidados a dar parecer sobre Agenda para relançamento social e económico

O Presidente do Governo, como referimos ontem, apresentou, em Ponta Delgada, uma anteproposta de Agenda para o Relançamento Social e Económico da Região Autónoma dos Açores, com vista à recuperação e transformação social e económica da Região nesta nova fase de regresso progressivo à normalidade, contando para isso com a participação de todos os Açorianos.
Assim, para um conhecimento detalhado da anteproposta de Agenda para o Relançamento Social e Económico da Região Autónoma dos Açores, todos os Açorianos interessados em envolver-se e fazer parte podem ter acesso ao documento no portal da internet https://agendarelancamento.azores.gov.pt que se encontra em consulta pública até ao dia 7 de setembro de 2020.
Deste modo, está reunida toda a informação desde os pilares às 250 medidas, passando pelos eixos e subeixos de atuação, bem como a correspondente descrição e caracterização, sendo também possível ler e descarregar o documento completo, disponível na página “O que é a Agenda?”
Na prática, todos os Açorianos podem conhecer e participar nesta nova fase que é de todos e para todos, dando o seu contributo, até ao próximo dia 7 de setembro, com o envio de comentários e sugestões de medidas, através do preenchimento do formulário constante no menu “Contribua aqui”, onde têm a possibilidade de anexar ficheiros, caso assim o pretendam.
Para apoio neste processo de reflexão e de colaboração, o Governo dos Açores disponibiliza o endereço de correio eletrónico agenda.relancamento@azores.gov.pt e a linha verde de apoio ao cidadão 800 500 501.
Com a colaboração nesta iniciativa congregadora, os Açorianos ajudam não só a consensualizar a estratégia para um sustentado relançamento social e económico da Região, mas também a potenciar a oportunidade para repensar o futuro dos Açores e das próximas gerações de Açorianos.
Trata-se de um documento estratégico que assenta em dois grandes pilares – “Relançar a Economia dos Açores” e “Construir uns Açores mais resilientes” – os quais são sustentados por nove eixos de atuação numa analogia às nove ilhas dos Açores e ao polígono eneágono/“nonágono” com nove lados e vértices iguais.
Com este traçado, o Governo dos Açores reforça a ideia de que a recuperação e transformação social e económica da Região deve ser harmoniosa e equitativa, considerando as especificidades de cada ilha, para que todos estejam mais fortalecidos e mais bem preparados para o futuro.
Dos nove eixos de atuação propostos, quatro estão incorporados no primeiro pilar designado por “Relançar a Economia dos Açores”, a saber: Relançar o Emprego (21 medidas), Relançar o Social (48 medidas), Relançar as Empresas (58 medidas) e Relançar o Turismo (24 medidas), com o objetivo de fortalecer a sociedade e economia Açoriana para melhor “Construir uns Açores mais resilientes” que dá o nome ao segundo pilar.
Este segundo pilar, que incorpora cinco eixos, pretende concretizar por Transformar a Economia dos Açores (48 medidas), por Incrementar a Inovação, a Investigação e o Desenvolvimento (13 medidas), por Potenciar o Capital Humano e Social (5 medidas), por Reforçar o Serviço Regional de Saúde (9 medidas) e por Modernizar a Administração Pública (24 medidas).
Cada eixo de atuação divide-se em vários subeixos, sob os quais foram desenhadas as medidas, num total de 250, caracterizadas ao nível dos beneficiários e das entidades responsáveis, bem como do âmbito, início, duração de execução e texto descritivo.

Print
Autor: CA

Categorias: Regional

Tags:

Theme picker

Revista Pub açorianissima