14 de agosto de 2020

Nótulas de Verão

1 .  Era quase meia noite. Pela  cidade deambulava uma pobre criatura de bicicleta, mas fazia compassos nos lugares com gente! Na mão esquerda uma série de colares e pulseiras que serviam de mostruário para os eventuais  interessados, em repetida lengalenga e, sempre em alternativa, uma esmola; de vez em quando  tinia no copo uma pequena moeda. A mão direita aguentava o seu meio de transporte, que o levava tanto a São Pedro como ao Campo de São Francisco! O pobre viveu longe, na emigração e, depois, pelos enriçados motivos da vida , lá veio repatriado sem dó nem piedade, mas não quis parar na sua terra natal, uma aldeia com nome de Santo lá para o Nordestinho da ponta desta ilha do Arcanjo.
Não sei se conta para as estatísticas, nem sequer se o ISSA, departamento governamental sempre atarefado nas burocracias sociais de técnicos e superiores, sabe do seu paradeiro! Com certeza que deve receber uma ajuda  para a renda do sítio onde dorme porque não aparece ao relento nas montras ou esconderijos da cidade!  À mesma hora, a pé e de barrete na mão, vinha também um desgraçado da vida, sem eira nem beira, estendendo a mão com ar dorido. Recebeu uma moeda e lá se foi em direção ao mar!  Aliás os Açores, num estudo de 2018, são a Região  com mais alto indicador de desigualdade. É o retrato da nossa pobreza! Essa sim. Que tristeza!

2.  A presidente do Conselho Médico  da Ordem dos Médicos dos Açores, Isabel Cássio, veio alertar para “o risco de se estar a ‘descurar’  patologias com mais mortalidade e morbilidade  do que o novo Coronavírus, defendendo a necessidade de Spots publicitários educativos em relação aquele vírus como tantos que a rádio e televisão públicas promovem para outros fins menos prioritários com a chancela do Governo dos Açores! Isto é grave e contrapõe muitas medidas que o governo tomou e é necessário que Vasco Cordeiro esclareça a situação de uma vez por todas, a qual, se fosse na Assembleia da República, já tinha sido aprovada  uma Comissão de Inquérito com caráter de urgência. Aqui, nesta terra de águas mansas, na já acostumada ausência de enérgica e atempada intervenção da Secretária da Tutela e da Oposição, que ainda parece ocupada e preocupada com a lista de candidatos às eleições de Outubro, aguarda-se agora  uma posição firme e clara antes do ato eleitoral. Tão firme como a polémica decisão do encerramento de bares e discotecas porque a COVID tudo paga e até pode ajudar nas eleições, apesar do PS estar demasiado convencido! A decisão mais cómoda e rápida é a do mandar fechar e confinar, quando ainda não se esgotaram os outros meios de prevenção, no que respeita a testes rápidos e eficazes  e de rigorosa vigilância interna e externa  e acompanhamento técnico dos afetados. E punição dos prevaricadores.

3. E a propósito de eleições, que vão ditar o futuro desta Região pelo menos para os próximos quatro anos, só o governo de Vasco Cordeiro programou a tempo e horas a sua campanha eleitoral em todas as lhas e com todo o ritual eleiçoeiro sem ninguém piar, ao contrário do que agora fizeram os dois vereadores do PSD na oposição na Câmara de Angra, que enviaram  severa queixa à Entidade competente derivada do tratamento desigual da comunicação social estatal Regional  no que se refere ao trabalho e às posições que eles tomam na Câmara e que raramente são noticiadas ! 
 E é assim que o governo tem transpirado sem parar, ora no Faial assinando o contrato para construção do quartel dos Bombeiros que vai custar três milhões de euros, ora nas Furnas remoendo a malfadada eutrofização das lagoas, tarefa que foi bem iniciada nos anos noventa e que agora parece voltar à estaca zero, para anunciar um investimento de 1,5 milhões na aquisição de uma unidade móvel de filtração  das águas! Depois colocando a primeira pedra para a reconstrução da Igreja de Pedro Miguel, que o governo vai financiar em 75 por cento, com todas as bênçãos e água benta! Há quem esteja a aguardar, com inusitada expectativa, as conclusões da visita do Governo a São Miguel. Anunciadas com foguetório estão já as obras da estrada entre Furnas/ Povoação e a requalificação da via entre Furnas/Ribeira Quente, que já ninguém acredita! Uma novidade eleitoral é o lançamento da obra de uma nova variante a São Roque que custará cerca de um milhão de euros para uns escassos metros de via. 

 4. E termino por hoje com um interessante indicativo: a ilha das Flores e Vila Franca do Campo ( esta por causa do ilhéu ) ocupam o top-10 da lista “European Best Hidden Gems 2020”, publicada pela revista norte americana FORBES. Parabéns àqueles belos concelhos.
                 Espigão, Nordestinho, 13 de Agosto de 2020

Print

Categorias: Opinião

Tags:

Theme picker

Revista Pub açorianissima