15 de agosto de 2020

Turismo nos Açores em Junho baixou 96,6% em relação a igual período de 2019

Nos Açores, no mês de Junho, no conjunto dos estabelecimentos hoteleiros, turismo no espaço rural e alojamento local, as dormidas atingiram 11,2 mil dormidas, representando um decréscimo homólogo de 96,6%, no entanto, somaram perto de cinco vezes mais do que no mês anterior. 
De acordo com os dados divulgados pelo Serviço Regional de Estatitsica (SREA) SREA, De Janeiro a Junho de 2020, no conjunto dos estabelecimentos hoteleiros (hotéis, hotéis-apartamentos, apartamentos turísticos e pousadas), do turismo no espaço rural e do alojamento local da Região Autónoma dos Açores registaram-se 323,0 mil dormidas, valor inferior em 73,5% ao registado em igual período de 2019.
De Janeiro a Junho, os residentes em Portugal atingiram cerca de 188,6 mil dormidas, correspondendo a um decréscimo homólogo de 66,7%; os residentes no estrangeiro atingiram 134,5 mil dormidas, registando uma diminuição em termos homólogos de 79,4%. Neste período registaram-se 112,8 mil hóspedes, apresentando uma taxa de variação negativa de 71,7% relativamente ao mesmo período de 2019.
No país, em junho, as dormidas registaram um decréscimo em termos homólogos de 85,2% e de Janeiro a Junho de 2020 apresentaram uma variação homóloga negativa de 65,9%. Nos Açores, no mês de Junho, os estabelecimentos hoteleiros registaram 6 340 dormidas, representando um decréscimo homólogo de 97,0%. As dormidas dos residentes em Portugal diminuíram 93,6% e as dormidas dos residentes no estrangeiro registaram um decréscimo de 99,3%.
Os proveitos totais atingiram 535,6 mil euros e os proveitos de aposento 396,4 mil euros, correspondendo a variações homólogas negativas de 95,8% e de 96,0%.
De Janeiro a Junho de 2020, nos estabelecimentos hoteleiros (hotéis, hotéis-apartamentos, apartamentos turísticos e pousadas) registaram-se 229,1 mil dormidas, valor inferior em 72,5% ao registado em igual período de 2019.
De Janeiro a Junho, os residentes em Portugal atingiram cerca de 143,1 mil dormidas, correspondendo a um decréscimo homólogo de 66,6%; os residentes no estrangeiro atingiram 86,0 mil dormidas, registando uma diminuição em termos homólogos de 78,8%. Neste período registaram-se 85,3 mil hóspedes, apresentando uma taxa de variação negativa de 70,1% relativamente ao mesmo período de 2019.
No país, em Junho, na hotelaria, as dormidas registaram um decréscimo em termos homólogos de 87,6% e de janeiro a junho de 2020 apresentaram uma variação homóloga negativa de 66,9%. De janeiro a junho, os residentes em Portugal atingiram cerca de 143,1 mil dormidas (62,5% do total) e os residentes no estrangeiro 86,0 mil (37,5% do total).
De Janeiro a Junho, o mercado norte-americano (EUA e Canadá) com cerca de 37,6 milhares de dormidas representou 16,4% das dormidas totais e 43,7% das dormidas dos não residentes, apresentando uma variação homóloga acumulada de -65,0%. O mercado alemão com cerca de 16,5 milhares concentrou 7,2% do total das dormidas, representou por outro lado, 19,2% das dormidas dos não residentes em Portugal e registou uma variação homóloga acumulada negativa de 82,0%, refere o SREA. A ilha de S. Miguel com 152,3 mil dormidas concentrou 66,5% do total das dormidas, seguindo-se a Terceira com 51,1 mil dormidas (22,3%) e o Faial com 8,6 mil dormidas (3,7%). 
 

Print
Autor: CA

Categorias: Regional

Tags:

Theme picker

Revista Pub açorianissima