15 de agosto de 2020

Certificação da Manteiga dos Açores DOP cumpre mais uma etapa

O Secretário Regional da Agricultura e Florestas, João Ponte, assinou ontem o despacho que valida o pedido do Centro Açoriano do Leite e Laticínios (CALL) de registo da Manteiga dos Açores como Denominação de Origem Protegida (DOP).
Ultrapassada a fase de discussão pública nacional para o registo da Manteiga dos Açores DOP sem que tenha havido qualquer declaração de oposição, o processo será agora encaminhado para a Direção Geral da Agricultura e Desenvolvimento Rural, entidade a quem compete remeter à Comissão Europeia este processo.
“A classificação da Manteiga dos Açores DOP está, assim, bem encaminhada e, do nosso ponto de vista, reúne todas as condições para ser aprovada pela Comissão Europeia”, afirmou João Ponte, acrescentando que esta certificação se insere na estratégia regional de valorização e aumento de notoriedade das produções agrícolas dos Açores.
Para João Ponte, o prestígio e o aumento de notoriedade que os produtos certificados pelos regimes de qualidade da União Europeia ganham são uma mais valia para o setor agrícola na Região, pelo que isso pode significar em termos de novas oportunidades de negócio, de uma maior valorização e de melhoria do rendimento.
O Secretário Regional considerou que os Açores, pela grande tradição que têm ao nível da produção de leite de qualidade, pela aposta que tem feito em termos de melhoria genética dos animais e do seu bem-estar, bem como da capacidade instalada em termos de indústrias transformadoras, reúnem condições excecionais para a produção de manteigas de excelente qualidade.

Print
Autor: CA

Categorias: Regional

Tags:

Theme picker

Revista Pub açorianissima