Açorianos na Califórnia com dificuldades de acesso aos serviços consulares

O Secretário Regional Adjunto da Presidência para as Relações Externas manifestou, numa carta enviada à Secretária de Estado das Comunidades Portuguesas, a preocupação do Governo dos Açores com as dificuldades com que a comunidade portuguesa na Califórnia se tem confrontado no acesso aos serviços consulares, apelando a uma rápida resolução desta situação.
“Atendendo aos inúmeros constrangimentos e à grande preocupação da comunidade portuguesa da Califórnia, entende o Governo dos Açores que a resolução desta situação é urgente, pelo que apelamos à melhor atenção de Vossa Excelência na resolução célere deste assunto, dando assim resposta aos anseios e às necessidades dos nossos compatriotas”, refere a missiva remetida a Berta Nunes.
 Rui Bettencourt refere neste documento que o Governo Regional teve conhecimento, através de açorianos na Califórnia, da “dificuldade de acesso aos serviços consulares, no que diz respeito ao agendamento de atendimentos para tratar de diversos assuntos”, que, em alguns casos, só poderiam ser agendados “para data coincidente com ou posterior a Maio de 2021”, como é o caso da emissão ou renovação do cartão de cidadão e do passaporte, ou de pedidos de nacionalidade.
O titular da pasta das Relações Externas sublinha que esta situação causa “enormes transtornos” à comunidade portuguesa residente naquele estado norte-americano.
Na carta enviada à Secretária de Estado das Comunidades Portuguesas, o governante salienta o facto de a comunidade portuguesa residente no Estado da Califórnia ser, segundo os Censos, “uma das maiores dos Estados Unidos da América” e de estar “significativamente presente em diversas áreas da sociedade, nomeadamente na politica, no mundo empresarial e no ensino, entre outras, para além de se expressar  num dinâmico associativismo, que promove a identidade lusa naquele estado há várias décadas”.
“Esta comunidade, na sua maioria oriunda da Região Autónoma dos Açores, está dispersa por todo o território californiano, o que limita o acesso aos serviços portugueses no Consulado Geral de Portugal em São Francisco, não obstante a realização de permanências consulares periódicas em diversas comunidades de sul a norte do referido estado, suspensas devido à situação que se vive actualmente, designadamente a pandemia de Covid-19”, refere o documento remetido a Berta Nunes.

Print
Autor: CA

Categorias: Regional

Tags:

Theme picker

Revista Pub açorianissima