Igreja açoriana debate caminho sinodal em Ponta Delgada

 Setenta e cinco pessoas vão debater a realidade da Igreja local e a resposta que ela deve dar ao mundo de hoje
A reunião que junta os membros dos conselhos presbiteral e pastoral diocesano no próximo dia 2 de Outubro, e culmina uma primeira fase de debate interno dentro da igreja, será certamente a primeira grande “experiência sinodal” depois da realização do Congresso de Leigos, no inicio da década de 90 do século XX.
A assembleia, que sentará à mesma mesa 75 pessoas, dos dois conselhos, entre 2 e 5 de Outubro, no Centro Pastoral Pio XII, em Ponta Delgada é, por isso uma oportunidade para “juntar diferentes carismas e sensibilidades, na unidade da fé, na escuta e na resposta aos desafios do nosso tempo” adianta o coordenador da Comissão Diocesana da Caminhada Sinodal, cónego Hélder Fonseca Mendes.
“ Será um momento de partilha, de enriquecimento e um contributo para reflectir sobre a nossa realidade de igreja e as respostas que podemos dar ao nosso mundo” refere o sacerdote em declarações ao programa de rádio Igreja Açores.
“Vamos certamente retomar a auscultação que foi feita e que, de algum modo, foi suspenso com a pandemia” refere o sacerdote ao sublinhar que os temas em debate serão a relação entre a fé e a cultura contemporânea; a realidade sócio-económica dos Açores e a identidade religiosa e eclesial dos Açores.
“A síntese elaborada pela Comissão já foi entregue e agora vamos analisar cinco capítulos: uma igreja evangelizadora, uma igreja missionária, uma igreja em permanente diálogo com o mundo, uma igreja comunitária e participativa e uma igreja integradora para os pobres e com os pobres, que escuta o grito dos que sofrem”, acrescenta.
Nesta assembleia serão, por isso, definidos alguns dos temas que vão orientar as orientações de pastoral para o próximo ano.

Print
Autor: CA

Categorias: Regional

Tags:

Theme picker

Revista Pub açorianissima