20 de setembro de 2020

Recados com Amor

Meus Queridos! As listas de candidatos a deputados à Assembleia Legislativa já deram entrada nos tribunais e aguardam agora a respectiva confirmação. A minha prima Maria da Praia, que é muito entendida nessas coisas da política, conversando comigo ao telefone contou-me o que se diz nos mentideros da política regional, numa altura em que os partidos já começam a mexer… e a máquina começa a aquecer… Maria da Praia, começando pelo PS, diz que o partido não quer muitas ondas, para não agitar casos que tenham corrido mal durante o mandato que já soma 24 anos, e sobretudo no negro período da pandemia… Diz ela que há também muito receio sobre o desfecho da investigação pedida pela União Europeia aos aumentos de capital social feitos à SATA, mas que agora vai ficar para depois das eleições, porque o Governo conseguiu à última da hora uma moratória de 30 dias para entregar a sua defesa a Bruxelas… além disso, o futuro das empresas ligadas ao turismo… é um vulcão que pode rebentar a qualquer instante… Apesar dessas cautelas todas, Maria da Praia diz que o PS vai repostar às ferroadas dos adversários,  , como aquela que lhe deu o BE … ao querer saber qual é o imbróglio que há com um concurso feito pela Casa da Autonomia… Já o CDS, que apregoa aos quatro cantos o desejo de tirar a maioria absoluta ao PS, vai-se pondo a jeito para ser a bengala do próximo Governo e pronto para saltar para o peloiro... O BE quer aumentar o número de deputados à custa dos descontentes com o Governo e com o PS, e segundo a minha prima Maria da Praia, a política inteligente feita pelo líder António Lima está a deixar o PS da Terceira com os nervos à flor da pele... O PPM quer garantir o lugar de deputado pelo círculo da compensação com medo que lhe falhe a eleição pelo Corvo, e mostrou que não está disposto a baixar a guarda e deu mostra da sagacidade política que tem, mobilizando os descontentes para concorrerem com as vestes monárquicas por outros círculos da Região. O PCP quer manter o seu deputado florentino e se possível ganhar o lugar que lhe fugiu no Faial, e ser dessa forma uma gota para dar a maioria se o PS precisar… Quanto ao maior partido da oposição que é o PSD, Maria da Praia diz que há quem defenda que o partido se deve apresentar sem medo como verdadeira alternativa ao PS que dizem estar gasto e cansado, anunciado para o efeito meia dúzia de medidas necessárias  para relançar a esperança,… Os defensores dessa alternativa entendem que o PSD devia  estabelecer desde já um pacto com todos os partidos da oposição para cooperarem na mudança que acham ser precisa fazer para o bem da democracia e do futuro dos açorianos…. Quanto a essa proposta arrojada, Maria da Praia diz que a grande dúvida é saber como pode o PSD propor tal rotura… quando José Manuel Bolieiro se apresenta como o homem do consenso… Quanto aos outros partidos concorrentes e recém-chegados à arena eleitoral, vão dar o litro para ganhar um lugar no próximo Parlamento Regional… Maria da Praia, a terminar a conversa…, diz que paira no ar o temor sobre o efeito da abstenção nos resultados das eleições … que poderá baralhar e alterar o xadrez político da Região…. Disse-lhe que tudo isso depende da bondade ou não das propostas de cada partido… e agora só resta esperar para ver!


Meus queridos! O meu querido Presidente Marcelo ainda nada disse acerca da sua candidatura a mais um mandato como inquilino de Belém, mas para os fazedores de casos e opinião, as Presidenciais já mexem, e a quatro meses das eleições já se fala delas com análises e mais análises, e daqui a dias vamos ver apostas para saber quem se vai haver segunda volta… e quem ganha nessa altura com o engrossar dos votos das sobras das esquerdas que no caso irão parar ao regaço de Ana Gomes… Para Marcelo, depois de se dizer que a reeleição seria um alegre passeio,… desta feita com menos selfies e sem beijinhos, as coisas não parecem assim tão fáceis, apesar de eu não me meter nessas coisas de política,… A verdade é que  os holofotes  estão apontados agora principalmente para Ventura e Ana Gomes, que são “dois ossos duros de roer”…. e não fazem outra coisa senão colar o Presidente Marcelo ao desgaste do Governo de António Costa, tornando-o seu parceiro e “bengala de socorro”… O Presidente também tem culpas no cartório  e está colhendo os frutos que semeou ao longo de cinco anos segurando o Governo e as geringonças… Já aparecem quase todos os dias sondagens a dizer quem ultrapassa quem… e quem desce e quem sobe… tornando as Presidenciais que ainda estão a cento e vinte dias de distância num fartote… que leva a minha prima Teresinha a dizer que já não pode ouvir falar em populismos… porque e o nível da discussão até parece que se transferiu de Belém para os lados do Cais do Sodré. Isto é que é descer… Mas agora é deixar correr a coisa, e que no meio de tudo isso venha o diabo e escolha…

Ricos! Não tem sido fácil o início deste ano escolar e mais uma vez se vê que não é nada fácil programar e fazer planos numa secretária, quando cada escola é uma realidade específica e própria. As filas de alunos que aí estão e que pioram em dias de chuva, deixam os pobres funcionários de cabelos em pé e completamente stressados ao fim do dia. A gente sabe que não se pode contratar mais pessoal de uma hora para a outra, até porque o pessoal precisa de formação. O que não se entende é que depois de tantos meses para pensar e decidir, só agora se perceba que o pessoal é pouco e, ainda por cima, a informação custa a chegar aos pais e aos alunos que querem entrar a qualquer hora, mesmo que o seu horário não seja aquele e que teimam em entrar por um portão quando têm orientação para entrar por outro… E coitados dos pais que não têm horários de trabalho que se compadeçam com os horários da escola. No meio disto tudo, só se espera que dentro da anormalidade se caminhe para a normalidade possível…

Meus queridos! Bem sei que não é fácil moldar o nosso dia-a-dia aos novos hábitos, principalmente quando estão em jogo coisas importantes como é o caso da saúde pública e individual, por um lado, e a vida de cada um… que tem de continuar a girar, para não se morrer do medo e da fome. Por isso, fico furiosa quando vejo por tudo e por nada fazer-se um aproveitamento político e social, que não é mais do que sinais da fraqueza de espírito por aí abunda e que não levam a lado nenhum… E lembrei-me disso por causa do regabofe que se transformou numa guerra de comparações entre a peregrinação do dia 13 de Setembro a Fátima, e a Festa do Avante… A minha prima Ernestina dizia que mais parecia a velha discussão sobre o sexo dos anjos…, a ver quem mais tem que dizer… E a coisa chega ao ponto de um jornalista no relambório que lhe exigiram fazer acerca do “assalto” a Fátima feita pelos peregrinos… que eram os e as fãs de Nossa Senhora… referindo-se aos crentes que foram à Cova de Iria… e outro a dizer que tinham fechado o recinto… e muitos peregrinos foram impedidos de “celebrar” missa como queriam… Ernestina dizia que não sabia que os peregrinos celebravam missa quando vão a Fátima. Isto é, hoje em dia, tudo se resume a ser fã, seja de Nossa Senhora ou de um mafarrico qualquer… É a superficialidade com que hoje se trata tudo, incluindo a informação televisiva apostada no sensacionalismo para ganhar audiências esquecendo que… o exagero faz borrada… E não é mentira nenhuma!

Ricos! Li no jornal que tão generosamente me acolhe no seu seio, que o clube Santa Clara, que este ano volta a integrar a I Liga, para mim sempre a primeira Divisão, com o recorde de ser a primeira vez que fica três anos seguidos no campeonato dos grandes, quer mudar de emblema, para criar uma identidade própria, desviada de qualquer símbolo desportivo que o ligue a outros clubes. Cá por mim, e embora não seja mulher de muitos futebóis, acho muito bem e que se arranje um emblema que “cheire” a Açores. O Santa Clara já teve um leão, já passou para a águia e não ficará mal se lá figurar um milhafre ou um açor… e já agora, se pensarem mudar a cor do equipamento, não se esqueçam que o azul-bandeira é a que mais se apropria para um clube de dimensão açoriana. Só desejo é que neste campeonato que agora começa de forma tão incerta, o Santa Clara clareie e brilhe…

Meus queridos! Mesmo sem as enchentes de turistas que faziam mais fotografias que compras, o Mercado da Graça começa a registar um movimento que já dá gosto ver, como me disse a minha prima Jardelina, que todas as Sextas-feiras, logo pela fresquinha, ali tem o seu ritual de compras e dois dedos de conversa com as amigas. Diz ela que está curiosa para ver a remodelação que a Câmara da minha querida Presidente Maria José vai fazer na velha Praça, projecto que está a cargo da vereadora Alexandra Viveiros… Espero agora que haja sugestões compatíveis por parte dos munícipes e que a obra arranque de acordo com o calendário anunciado… Mas, já que estou a falar do Mercado da Graça, lanço daqui um apelo que me foi deixado pela minha prima da Rua do Poço, para que a Câmara resolva o problema criado com os carrinhos das compras. Explico: Como se sabe, quase toda a gente desce com o carrinho para o parque que fica na cave, para ali carregar para o popó… e deixa depois o carrinho no lugar a isso reservado… Só que nem todos os utentes estacionam no parque... e quando chegam ao mercado têm de ir de elevador, perdendo tempo… só para arranjar o tal carrinho… Não deve ser difícil alocar a tal serviço um funcionário, de entre os muitos que a Câmara tem, para, nos dia de aperto melhorar a qualidade do serviço num espaço tão emblemático, e que em boa hora vai ser renovado.

Print
Autor: CA

Categorias: Maria Corisca

Tags:

Theme picker

Revista Pub açorianissima