Aluno do ATL da Escola da Vitória entre os nove novos casos de Covid-19 nos Açores

 A Autoridade de Saúde Regional anunciou ontem que, em sequência às 848 análises realizadas nos dois laboratórios de referência da Região nas últimas 24 horas, foram diagnosticados nove casos positivos de COVID-19, dos quais sete na ilha de São Miguel, um na ilha Terceira e um na ilha do Pico, e registada uma recuperação em São Miguel.
 Um dos casos diagnosticados na ilha de São Miguel reporta-se a um homem com 31 anos, que desembarcou na Região proveniente de ligação aérea com o continente europeu, que no teste de despiste ao vírus SARS-CoV-2 realizado à chegada, obteve resultado positivo, tendo, contudo, apresentado documentação comprovativa de prévia infecção e respectiva recuperação no país de origem.
 Outros dois casos diagnosticados na ilha de São Miguel referem-se a dois homens, com 31 e 51 anos de idade, que desembarcaram na Região provenientes de ligação aérea com o território continental, que no teste de despiste ao vírus SARS-CoV-2 realizado à chegada, obtiveram resultado positivo.
 Um outro caso diagnosticado em São Miguel reporta-se a um homem com 36 anos, contacto próximo de alto risco de um caso positivo identificado a bordo de uma aeronave, que, pese embora os testes negativos obtidos desde a sua identificação como contacto próximo, após o cumprimento do período de 14 dias de isolamento profilático, foi diagnosticado com COVID-19 através de teste de despiste realizado no término do referido período de isolamento.
 Os restantes três casos diagnosticados na ilha de São Miguel referem-se a uma criança com 3 anos, um homem de 37 anos e a uma mulher com 44 anos.
 O homem de 37 nos e a mulher de 44 anos são contactos próximos de alto risco, em contexto laboral, de um caso positivo já anteriormente diagnosticado.
 Esta última é progenitora da criança de 3 anos, que frequentou desde 15 de Setembro o jardim de infância e ATL da Escola da Vitória, em Ponta Delgada, pelo que a Autoridade de Saúde concelhia determinou o isolamento profilático das crianças pertencentes às mesmas turmas para aprofundamento da investigação epidemiológica e contenção de possível disseminação e propagação do vírus. Duas assistentes e uma educadora ficaram também em isolamento.
 O caso diagnosticado na ilha Terceira reporta-se a um indivíduo do sexo masculino, com 24 anos de idade, que desembarcou na Região proveniente de ligação aérea com o continente europeu, que apresentou resultado negativo no teste de despiste ao vírus SARS-CoV-2 realizado antes do embarque e obteve resultado positivo no teste de despiste após o sexto dia.
 O caso diagnosticado na ilha do Pico reporta-se a um indivíduo do sexo masculino, com 23 anos de idade, que desembarcou na Região proveniente de ligação aérea com o território continental, que no teste de despiste ao vírus SARS-CoV-2 realizado à chegada obteve resultado negativo e cujo teste realizado após o sexto dia foi positivo para COVID-19.
 Os casos apresentam situação clínica estável e foram já diligenciados, pelas Delegações de Saúde Concelhias, os procedimentos definidos para caso confirmado, testagem e vigilância de contactos próximos, bem como todos os inerentes ao aprofundamento da investigação epidemiológica.
 De registar um caso de recuperação de um indivíduo do sexo masculino, com 30 anos de idade, na ilha de São Miguel, elevando assim para 174 o número de casos recuperados na Região.
 Assim, até ao momento, foram detectados na Região 273 casos de infecção pelo novo coronavírus SARS-CoV-2, que causa a doença COVID-19, verificando-se, actualmente, 52 casos positivos activos, dos quais 40 na ilha de São Miguel, oito na ilha Terceira, três na ilha do Pico e um na ilha Graciosa. Com os casos diagnosticados e após investigação epidemiológica realizada até ao momento, encontram-se identificadas na ilha de São Miguel cinco cadeias de transmissão local, envolvendo um total de 19 casos positivos activos.

Print
Autor: CA

Categorias: Regional

Tags:

Theme picker

Revista Pub açorianissima