Vai ser criado modelo de gestão de recursos turísticos nos Açores

O Governo dos Açores está a trabalhar num diploma que vai criar um Modelo de Gestão dos Recursos Turísticos, tendo já sido concluído o processo de consulta às entidades parceiras e de elaboração do respectivo regime jurídico, anunciou ontem Marta Guerreiro, em Santa Maria. 
“Este será um documento pioneiro a nível nacional, com enquadramento legal, que permitirá regular várias actividades nos Açores, possibilitando igualmente uma gestão eficaz dos recursos naturais, dos quais dependem as mais diversas actividades existentes na Região com contacto com a natureza”, assegurou a governante.
A Secretária da Energia, Ambiente e Turismo falava no anúncio da implementação do projecto de centros Cycl’in Azores em toda a Região, no âmbito da estruturação de produtos turísticos, num investimento global superior a 800 mil euros, destacando que o projecto-piloto terá lugar na ilha de Santa Maria.
  “Estes centros serão constituídos por uma infra-estrutura de apoio à prática de uma ou mais vertentes do ciclismo, equipada com instalações permanentes dedicadas às necessidades dos praticantes, e com uma rede de percursos cicláveis criada de forma integrada”, revelou a governante.
 Segundo Marta Guerreiro, para além das infra-estruturas, cada centro Cycl’in Azores terá um painel informativo instalado junto à zona central de apoio à rede com a informação sobre a rede de percursos existentes e com as respectivas extensões, graus de dificuldade, contactos de apoio e parceiros, entre outra informação pertinente.
 A rede de percursos associada a cada centro Cycl’in Azores deverá ter, no mínimo, uma extensão de 100 km e, pelo menos, um percurso para cada um dos quatro graus de dificuldade existentes, ou seja, verde (fácil), azul (moderado), vermelho (difícil) e preto (muito difícil).
 Destes quatro graus de dificuldade, os percursos verdes e azuis terão sinalética implementada em toda a sua extensão, sendo que nos restantes dois graus de maior dificuldade, dever-se-á recorrer à orientação por GPS, para praticantes mais experientes da atividade.
 A titular da pasta do Turismo explicou que a sinalética homologada pela Federação Portuguesa de Ciclismo, que foi ontem apresentada, será aplicada nos Açores, devendo estar colocada em postes com superfície plana, paredes, muros ou rochas.
 
 
 

Print
Autor: CA

Categorias: Regional

Tags:

Theme picker

Revista Pub açorianissima