Pedro Gomes, Personal Trainer

“Persistência e a vontade de ajudar as pessoas são o grande segredo do Ginásio Olímpico...”

 Correio dos Açores - Recorda-se da primeira experiência como utilizador de ginásios? 
Pedro Gomes - Sim, perfeitamente. Eu tinha acabado de fazer 13 anos, nessa altura sofria de asma, e o médico aconselhou-me a fazer exercício físico. Comecei a frequentar um ginásio e a praticar musculação, que era o que eu já desejava fazer há algum tempo.

Como se inicia como PT?
Tudo começou num ginásio, em Lisboa, por volta de 1987. Nessa altura, a minha maior preocupação não era treinar, mas perceber como é que poderia aumentar e definir a minha massa muscular. Procurava saber quais os exercícios mais específicos para alcançar os meus objectivos. As pessoas, ao verem os meus resultados, começaram a pedir que as treinasse individualmente. O termo PT ainda não se usava, mas era o que papel que desempenhava.

O que o apaixona em Personal Training e o que motivou a enveredar por esta área?
O que mais me atrai e me motiva no personal training é a possibilidade de poder ajudar as pessoas a atingirem de forma mais rápida e saudável os seus objectivos, sem que haja risco de lesões ou de dietas descontroladas.

Que perfil deve ter um PersonalTrainer?
Um Personal Trainer tem de ser flexível, humilde e atencioso com os seus clientes, pois muitas vezes, para além de trabalhar o físico, trabalha-se muito a parte psicológica.

Quais as maiores dificuldades da actividade de Personal Trainer?
Nem sempre é fácil para um PT conseguir corrigir maus hábitos alimentares e de má postura na execução dos exercícios.

Quais são os principais pontos numa rotina de saúde e bem-estar? A alimentação, o exercício físico ou descanso?
Rotina de saúde e bem-estar é fundamental haver espaço para estes três pontos que estão interligados e são igualmente importantes. Consoante os objectivos da pessoa, é elaborado um plano de treino que é acompanhado com o respectivo plano de alimentação. Em função do plano, é estabelecido o tempo de descanso entre as sessões e que é fundamental para a recuperação dos músculos.

Qual o papel do Personal Trainer na mudança de cada indivíduo e na garantia de atingir os objectivos de cada indivíduo?
É fundamental que o PT consiga transmitir motivação, confiança e uma boa execução da técnica dos exercícios.

Quais as principais diferenças e desafios entre treinar uma pessoa individual ou treinar um grupo de pessoas?
É muito mais fácil treinar um indivíduo, pois apenas há um único conjunto de objectivos a atingir, do que um grupo de pessoas que têm personalidades, motivações e objectivos variados. Treinar um grupo de indivíduos acaba por ser bastante desafiante, no sentido em que se pretende garantir que todo o grupo alcance os resultados desejados, por isso um PT deverá ser flexível.

O que leva uma pessoa a procurar um PT?
As pessoas procuram um PT porque este tem o conhecimento necessário para lhes proporcionar garantia de resultados, de forma mais rápida e segura. Por vezes, precisam mesmo é de alguém que as motive para treinar.

Quais as melhores técnicas a aplicar para a melhoria do físico de uma pessoa que procura o ginásio?
Em função da avaliação física e dos objectivos de cada indivíduo é que são aplicadas as técnicas adequadas. Não há melhores técnicas, cada caso é um caso.

Fale um pouco do seu percurso profissional. 
Comecei a minha paixão por ginásios aos 13 anos, contudo, apenas me iniciei profissionalmente aos 17 anos num ginásio, em Lisboa, cujo proprietário tinha sido campeão mundial de culturismo 7 vezes. Aprendi muito com ele. Aos 18 anos fiz uma pausa, uma vez que ingressei no Exército Português. Pedi transferência para São Miguel em 1991, continuando na vida militar. Só retomei esta profissão, em regime part-time, em 1997, uma vez que me encontrava ainda ao serviço do Exército, abrindo o Ginásio Olímpico, na Ribeira Grande. Em 1999, saí do Exército e passei a estar a tempo inteiro no Ginásio Olímpico, até à presente data.

Qual é a rotina pessoal de saúde e bem-estar?
Faço um treino de manutenção 3 vezes por semana, sigo uma alimentação equilibrada e bebo muita água. Tento descansar o máximo que posso, pois dificilmente tenho férias.

Alguns ginásios já apareceram e desapareceram na Ribeira Grande. Qual o segredo para que o seu se tenha consolidado e ser uma referência?
Penso que as principais razões do meu ginásio se ter consolidado na Ribeira Grande e de ter tornado um ponto de referência são a minha persistência e a vontade de ajudar as pessoas a alcançar os seus resultados. Estes resultados têm sido bastante evidentes ao longo destes anos, o que me fez ganhar a confiança, a estima e o respeito dos ribeiragrandenses. Ao povo da Ribeira Grande devo aquilo que sou hoje, pelo que lhe sou muito grato. Espero continuar aqui por muitos mais anos para a ajudar aqueles que me procuram.

Um conselho para um cliente que quer escolher um Personal Trainer.
Procure um PT com qualificação profissional, responsável, que saiba motivar para o exercício físico e que goste verdadeiramente daquilo que faz.

Como viveu o período de confinamento, com o ginásio fechado?
Já não tinha férias há 23 anos. Aproveitei para descansar, embora não tenha sido fácil quebrar o ritmo.

Foi fácil a retoma da actividade?
Não foi fácil devido aos vários constrangimentos que a pandemia trouxe. É um ano perdido em termos económicos e sociais para todos.
                       

Print

Categorias: Regional

Tags:

Theme picker

Revista Pub açorianissima