Inaugurado novo Centro de Actividades da Seara do Trigo

O Chefe do Executivo açoriano no fim de semana dividiu as suas atenções entre duas ilhas. Em São Miguel inaugurou o novo Centro de Actividades Ocupacionais (CAO) da Associação Seara de Trigo, um investimento de cerca 1,2 milhões de euros que Vasco Cordeiro considerou ser mais um exemplo da “construção de uma Região cada vez mais solidária e cada vez mais inclusiva”.
“Nós temos muitos desafios e obstáculos à nossa frente, mas momentos como este, em que, fruto de uma conjugação de esforços, se consegue fazer a diferença para melhor na vida dos nossos concidadãos, constituem mais uma pedra na construção de uma Região cada vez mais solidária e cada vez mais inclusiva”, afirmou Vasco Cordeiro.
Na inauguração deste novo equipamento social na cidade de Ponta Delgada, com capacidade para servir cerca de 70 utentes, o Presidente do Governo salientou que esta obra insere-se, assim, no objetivo definido de “não deixar ninguém para trás”, o qual se aplica ao trabalho desenvolvido em favor “daqueles que estão numa situação de maior fragilidade”. Nesse sentido, adiantou que, na área do apoio à deficiência, foi possível triplicar o número de vagas disponíveis em Centros de Atividades Ocupacionais e em Lares Residenciais, que representaram, entre obras já concluídas e obras que estão a decorrer, um esforço de investimento que aumentou cerca de 50 por cento nos últimos anos.
“Mas, sem o contributo de associações como a Seara do Trigo, seria muito mais difícil, para não dizer impossível, estarmos onde estamos” nesta área do apoio social, sublinhou o Presidente do Governo, para quem os “verdadeiros heróis e heroínas desta caminhada estão do lado de quem dedica o seu tempo e o seu esforço por inteiro a fazer esta caminhada” rumo a uma Região cada vez mais solidária e inclusiva.

Lançada primeira pedra de nova
fábrica de lacticinios na Terceira

Na ilha Terceira, presidiu ao arranque das obras da nova fábrica de lacticínios da Terceira, um investimento de cerca de 12 milhões de euros, que Vasco Cordeiro considerou ser mais um sinal de confiança e esperança no futuro do setor agrícola regional. O projeto da nova fábrica da empresa Ilaçor – Indústria de Laticínios dos Açores prevê criar mais de duas dezenas de novos postos de trabalho na Terceira, ilha que é responsável por cerca de 25 por cento do leite recolhido na Região e que conta com cerca de 700 produtores.
Este é um projeto com uma forte componente de exportação, que foi candidatado ao Subsistema do Fomento da Base Económica de Exportação do Competir+ e que contou com um incentivo no montante de cerca de 7,3 milhões de euros.
Segundo Vasco Cordeiro, a importância desta nova fábrica de lacticínios não se esgota, assim, apenas no que representa para a empresa promotora, tendo em conta que está em causa um investimento integrado num setor relevante para a economia da Região e por se tratar de um investimento privado que criará riqueza e emprego na Terceira.
De acordo com o Presidente do Governo, a entrada de 70 novos agricultores na atividade agrícola, que viram aprovados os seus projetos de primeira instalação na ilha Terceira, constitui também “um sinal muito claro neste sentido de futuro”, que resulta da parceria que se estabelece entre as entidades públicas e privadas.

Print
Autor: CA

Categorias: Regional

Tags:

Theme picker

Revista Pub açorianissima