18 de novembro de 2020

Comissão Justiça e Paz recomenda leitura da nova encíclica do Papa para mitigar “pobreza endémica” dos Açores

 O novo governo açoriano deve ser capaz de governar para todos os açorianos e encontrar os melhores instrumentos para combater a pobreza estrutural dos Açores, “o maior problema da região”, afirma o assistente da Comissão Diocesana Justiça e Paz em declarações ao ‘Igreja Açores’.
“Estamos num período de pandemia, que vai trazer problemas para a saúde, mas também criar problemas financeiros e económicos graves. A pobreza vai aumentar ainda mais” refere o padre José Júlio Rocha.
“O novo governo tem de ser capaz de fazer as opções certas para reduzir ao máximo este problema endémico, estrutural”, refere o sacerdote que recomenda aos novos governantes uma leitura “atenta” da encíclica papal  Fratelli Tutti.
O assistente diocesano da Comissão Justiça e Paz  lembra que uma sociedade justa deve ser fundada  “não só na igualdade e na liberdade mas também na fraternidade”. E alerta para que os novos governantes “não se deixem levar por ideais eventualmente populistas e sejam capazes  de por em prática os propósitos de uma sociedade melhor”.
“Penso que todos desejaremos o mesmo, isto é, um governo para todos os açorianos”, afirma, sublinhando que ninguém pode ficar para trás.

 

Print
Autor: CA

Categorias: Regional

Tags:

Theme picker

Revista Pub açorianissima