Açoriana eleita uma das 24 melhores enólogas do mundo pelo Financial Times

Jancis Robinson, a conceituada jornalista e crítica de vinhos do jornal Financial Times, num artigo intitulado “Women and Wine - a tipping point”, pontificou a profissional açoriana Sandra Tavares da Silva, fundadora da Wine & Soul, na lista das 24 enólogas que admira, noticiou o Negócios.
Sandra Tavares da Silva é filha de um oficial da marinha e mãe suíça, nasceu nos Açores e cresceu na região de Lisboa, onde cedo começou as pisar as uvas nos lagares do seu avô, em Alcochete.
Escolheu estudar Agronomia em Lisboa, onde fez um mestrado em agricultura. Seguiu-se um mestrado em Itália, tirado no pólo de Piacenza-cremona da Universidade Católica do Sagrado Coração.   
A enóloga Sandra Tavares da Silva começou a trabalhar em 1999, na Quinta do Vale D. Maria, no Douro, onde conheceu o seu futuro marido, Jorge Serôdio Borges.
 Dois anos depois, Sandra e Jorge casam-se e embarcam na sua própria aventura vínica, criando empresa a Wine & Soul, e lançando o seu primeiro vinho, o ‘Pintas’, nome inspirado no irrequieto pointer do casal.
Mais tarde produziram o Pintas Character, o branco Guru, o Porto Vintage Pintas e o Vinho do Porto 5G.
 Em 2009 nascem ainda os vinhos da famosa Quinta da Manoella, propriedade da família de Jorge.
 Sandra Tavares da Silva, que tem 48 anos e três filhos com Jorge, é ainda responsável pelo projecto dos vinhos da família na Quinta da Chocapalha.
“É um enorme orgulho para mim e simboliza toda a dedicação e paixão que entrego a cada projecto. É um mote de motivação para procurar fazer sempre mais e melhor. Fiquei agradavelmente surpreendida por encontrar o meu nome entre outras mulheres enólogas que, tal como eu, têm deixado a sua marca distintiva no mundo dos vinhos”, reagiu Sandra Tavares da Silva, em comunicado.

Print
Autor: CA

Categorias: Regional

Tags:

Theme picker

Revista Pub açorianissima