Academia do Bacalhau oferece desfilibrador aos Bombeiros de Ponta Delgada

A Academia do Bacalhau de São Miguel celebrou os seus vinte e seis anos de existência. Dentro do seu lema de “amizade, solidariedade e portugalidade”, a hora é de balanço e, segundo o seu actual Presidente, Valter Franco, em tempos difíceis como os que estamos a viver, a sentido da solidariedade tem de juntar uma outra vertente igualmente importante que é a proximidade.
Muitas vezes, passa à margem do conhecimento da sociedade, a multiplicação de gestos solidários que chegam da parte dos que pertencem a diversos movimentos e associações de filantropia que existem entre nós. E, por isso mesmo, no caso concreto da Academia do Bacalhau, conversámos com Valter Franco, que, depois de alguma resistência acabou por nos contar alguns dos mais recentes gestos solidários, fruto da generosidade dos “compadres” que mensalmente se reúnem pelo sabor do bacalhau, símbolo da portugalidade gastronómica, pelo valor da amizade e pela silenciosa solidariedade.
 Como nos disse o presidente da 18ª Academia do Bacalhau, das 60 espalhadas pelo mundo, “os cuidados e preocupações a considerar desde o inicio deste ano, proporcionaram a nossa concentração na vertente solidária,  juntando o nosso contributo a quem na linha da frente tenta dominar a pandemia que nos assola”..
Dentro deste espírito, a Academia do Bacalhau de São Miguel respondeu ao apelo do massacrado Centro de Saúde do Nordeste com a entrega  de um eletrocardiógrafo de 12 derivações e de um monitor de sinais vitais; Fez também entrega de 250m de TNT (tecido não tecido) ao HDES para a confecção de material de protecção individual. 
A pedido de um Lar de Acolhimento de Menores custeou 2 computadores para que os utentes tivessem acesso às aulas via Internet, e aos muitos artistas que ficaram sem o ganha-pão... a Academia abriu um crédito num minimercado familiar, também em dificuldade, no valor de 500€ em géneros, ficando a distribuição a cargo da União Áudio Visual-Açores.
Valter Franco adiantou ainda que também este ano foi renovada a  bolsa de estudo, “Academia do Bacalhau de São Miguel”, em protocolo com a Universidade dos Açores.
E já no âmbito deste 26º aniversário,  procedeu a Academia à entrega de um  desfilibrador aos Bombeiros de Ponta Delgada.
Sobre esta mais recente acção, o Presidente da Direcção dos Bombeiros de Ponta Delgada, João Paulo Medeiros, fez questão de nos referir que “é naturalmente um gesto altruísta e de enorme significado, porquanto permite realçar e chamar a atenção da comunidade para as dificuldades que esta Associação Humanitária se depara, no exercício do seu trabalho, diariamente e por outro associa um feliz acontecimento, como é o marco de 26 anos de existência, à prática de uma dádiva, de um gesto de retribuir à sociedade algo que tem vindo a ser dado. Assim se mede, assim se faz a diferença numa vida, numa fração de segundos; e este equipamento vem de facto marcar essa diferença;
“Foi por isso com enorme alegria e plena satisfação que a AHBVDP aceitou esta entrega, que irá equipar uma das nossas ambulâncias”, disse-nos o presidente João Paulo de Medeiros, numa conversa em que nos expôs dificuldades e expectativas daquela Associação, que desenvolveremos em próxima oportunidade.
Podemos ainda informar que, de acordo com Valter Franco, durante este ano de 2020,  o contributo solidário da Academia para com estas instituições ascendeu a mais de sete mil euros, resultado da angariação  nos jantares que se realizam mensalmente. 
Merece um “Gavião de Penacho”.

Santos Narciso
 

Print
Autor: CA

Categorias: Regional

Tags:

Theme picker

Revista Pub açorianissima